Agora em Macaé RJ "50 Tons de Cinza" na prateleira só se estiver lacrado

O juiz Raphael Baddini de Queiroz Campos, da 2ª Vara de Família, da Infância, da Juventude e do Idoso de Macaé, determinou o recolhimento da trilogia “Cinquenta tons de cinza”, “Cinquenta tons mais escuros” e “Cinquenta tons de liberdade”, da autora E. L. James, das livrarias da cidade. Ele considerou esses livros e outras publicações “impróprias” e, por isso, decidiu que elas não podem ser expostas nos estabelecimentos sem lacre. A determinação foi assinada na última sexta-feira. Segundo o Tribunal de Justiça do Rio, desde a determinação, 64 volumes foram recolhidos em duas livrarias da cidade: 11 de títulos da trilogia, além de 19 outras obras.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/rio/em-macae-50-tons-de-cinza-na-prateleira-so-se-tiver-lacre-7328658#ixzz2IIqKBJk5
© 1996 - 2013. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização