Agricultura Familiar


Uma reunião entre representantes do Assentamento Emiliano Zapata e Prefeitura de Ponta Grossa, nesta quarta-feira (6), marcou o início das conversas para uma futura parceria no fornecimento de produtos da agricultura familiar desenvolvida no assentamento para o programa Feira Verde. Sérgio Zadorosny Filho, secretário de Abastecimento, e Gustavo Ribas Neto, secretário de Agricultura, receberam o agricultor Célio Rodrigues, nas dependências do novo depósito do Feira Verde, localizado no antigo barracão do Instituto Brasileiro do Café (IBC).
Atualmente o programa Feira Verde conta com 180 pequenos produtores da região, que são cadastrados na Secretaria Municipal de Agricultura e que fornecem 20% do total de produtos trocados no programa. De acordo com Gustavo Ribas, a intenção é ampliar a participação dos agricultores familiares gradativamente. “A parceria com o assentamento seria uma das ferramentas para ampliar essa estatística, pois um dos benefícios do programa é a valorização dos pequenos produtores”, afirma Ribas. Além disso, Zadorosny destacou que é importante que as famílias do assentamento se organizem e avaliem a capacidade de produção de cada uma, já que o programa troca 20 toneladas de frutas, legumes e verduras diariamente. “Priorizamos o pequeno produtor, queremos dar assistência para que se produza melhor e também que se escoe melhor, mas precisamos de uma contrapartida na qualidade dos produtos e no compromisso com as entregas. É uma troca de benefícios”, disse Zadorosny.
Célio Rodrigues informou que, ao todo, o assentamento conta com 50 famílias de pequenos produtores, que trabalham com 18 variedades de produtos. “Atualmente abastecemos, entre outras coisas, as entidades assistenciais. Queremos avançar com o Feira Verde e para isso precisamos de parcerias para ampliar a produção”, salienta o agricultor.
A reunião resultou em agendamento de visitas técnicas às propriedades para avaliação da capacidade de produção e das necessidades dos produtores. Zadorosny revelou ainda que os agricultores do assentamento, assim como os demais cadastrados, poderão participar do programa Feira da Família, junto às lojas do Mercado da Família. “Nas oito lojas disponibilizamos um espaço para a comercialização de hortifruti, sem custo algum para os produtores, que são poupados de gastos com água e luz e oferecem produtos a preços mais acessíveis aos consumidores”, completa Zadorosny.