Essa é especial aos publicitários

Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária abriu processo ético contra a P&G, proprietária da Gillette, por suposto preconceito. De acordo com o órgão, reclamações apontam que a campanha "Agora, #Quero ver raspar", promovida durante o Carnaval, discrimina homens com pelos no corpo.
Fonte Migalhas: http://migre.me/dldj0