Médicos discutem políticas para o tratamento da Turberculose

Médicos das Unidades de Atenção Primária de Ponta Grossa estiveram reunidos na Secretaria de Saúde nesta sexta-feira (15) para discutir políticas de Saúde para a Tuberculose. Os 45 médicos que atendem nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) receberam as orientações do pneumologista, Dr Rangel Olsen. De acordo com os dados da Secretaria de Saúde, Ponta Grossa possui  61 pacientes em tratamento da doença atualmente, sendo que a faixa hetária é superior a 20 anos e inferior a 50.
Segundo o secretário de Saúde, Erildo Muller, o objetivo do encontro foi discutir a descentralização da busca por sintomáticos. “Antes as pessoas que apresentam sintomas da doença tinham que ir até o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), antigo 26 de Outubro, agora a meta é de que aqueles que apresentarem os sintomas procurem as UBS, para que o médico do local faça o encaminhamento para o CTA”, explica.
A tuberculose é uma doença infecciosa causada por uma bactéria chamada de Mycobacterium tuberculosis. A doença causa acometimento pulmonar (tuberculose pulmonar), mas poucos sabem que vários outros órgãos do corpo também podem ser infectados pela tuberculose, como pele, rins, linfonodos, ossos, cérebro. O pneumologista, Dr Rangel Olsen, ressalta que a doença tem cura quando tratada desde o inicio. “Se o tuberculoso procurar um médico rapidamente e tomar as medicações corretamente, as chances de cura chegam a 95%. É fundamental não interromper o tratamento, mesmo que os sintomas desapareçam.

Sintomas da Tuberculose:
-  estar tossindo há mais de três semanas
- Febre com suores e calafrios noturnos,
- dor no peito,
-tosse com expectoração, por vezes com raias de sangue,
- perda de apetite, prostração e emagrecimento que chega a 10 ou 15 kg em algumas semanas.