SEGURANÇA ALIMENTAR


Uma reunião entre o secretário Municipal de Abastecimento, Sérgio Zadorsny Filho, e representantes da regional da Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Economia Solidária, Marcos Marcondes, John Elvis e Mabel Canto, 0ntem sexta-feira (15), marcou o início das ações conjuntas para a implantação do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA) Ponta Grossa. “Estamos em busca de soluções para amenizar o sofrimento de milhares de famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade social. Através do CONSEA pretendemos popularizar e sensibilizar diferentes segmentos da sociedade civil e das instituições de governo, fomentando discussões e estratégias de políticas públicas comprometidas com o enfrentamento da insegurança alimentar e nutricional em Ponta Grossa”, explica Zadorosny.
Com o intuito intermediar a implantação dos CONSEA nas principais cidades do Estado, as regionais da Secretaria de Estado do Trabalho estiveram à frente das questões relacionadas à segurança alimentar nas macrorregiões nos últimos anos. De acordo com o chefe da regional Ponta Grossa, Marcos Marcondes, será preciso promover uma Conferência Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional para que seja implantado o CONSEA Ponta Grossa. “No uso de suas atribuições, o prefeito convocará a 1ª Conferência Municipal em data e local a serem definidos, convidando todos os representantes da sociedade civil e entidades públicas em condições legais de integrar o CONSEA na cidade. Durante o evento será implantado o conselho”, salienta Marcondes.
Em 2003, a Lei 7390 criou o Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional de Ponta Grossa e instituiu o Fundo Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional de Ponta Grossa. Assim que estiver implantado, o Conselho deverá trabalhar no desenvolvimento de políticas locais, a serem implementadas a partir de iniciativas e parcerias da Municipalidade com a sociedade civil para combater a fome e a desnutrição em todas as suas instâncias, além de divulgar o conceito de segurança alimentar e nutricional e seus eixos estratégicos, viabilizar a integração e a implementação das ações desenvolvidas por seus integrantes, contribuindo para a construção da segurança alimentar e nutricional de acordo com a realidade local.