Comissão discute adequações para o Plano de Magistério


Foto: Divulgação
A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria de Educação, instituiu ontem terça-feira uma comissão para revisar o Plano de Magistério do município, que trata sobre cargos e salários dos professores. A comissão é formada por 15 integrantes, representantes da Secretaria Municipal de Educação do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Ponta Grossa e dos professores.

De acordo com a secretária de Educação, Esméria Saveli, o Plano de Magistério de Ponta Grossa precisa ser revisto para atender as demandas da Educação. A comissão terá um prazo de 120 dias para estudar e elencar as necessidades da Educação e apresentar propostas ao prefeito. Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Ponta Grossa, Leovanir Martins, a intenção é que, ao final dos estudos, a comissão apresente também um projeto de lei para incluir no plano de cargos e salários demais profissionais da Educação. Hoje, somente os professores podem ser atendidos pela lei.

“O nosso empenho é total para entregarmos um plano de cargos e Salário que satisfaça a categoria e que esteja dentro das nossas possibilidades”, disse Rangel ao grupo durante a primeira reunião da comissão em seu gabinete. O prefeito já se mostrou favorável as causas da categoria da Educação quando, em março, anunciou e reajustou o salário dos professores em 14,79%, com um aumento real de 10%.

Outra demonstração de prioridade com a Educação foi a autorização do concurso público para a contratação de 216 professores para a Rede Municipal de Ensino, sendo 96 para a educação Infantil e 120 para o Ensino Fundamental. O concurso, aberto em abril, já conta com mais de mil inscrições. “Em nossa administração, a valorização dos professores e profissionais da educação, responsáveis pelo avanço de Ponta Grossa, estará em primeiro plano”, disse o prefeito.
Fonte: Assessoria de Imprensa Prefeitura de Ponta Grossa