Estado e município trabalham no fortalecimento do turismo rural da região

Foto: Divulgação
A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Fundação de Turismo, juntamente com o Governo do Estado, através do Ecoparaná, deram início ao projeto Paranatureza, que pretende fortalecer o Parque Estadual de Vila Velha, integrando-o aos atrativos do entorno para formar um roteiro turístico. As primeiras discussões foram debatidas nesta quinta-feira entre o superintendente do Ecoparaná, Juliano Borghetti, o presidente da Fundação Municipal de Turismo, Eldo Bortolini, o presidente do Ponta Grossa Convention Bureal & Visitors Bureau, Daniel Wagner, e grupo técnico durante reunião no Parque de Vila Velha.

Segundo Borghetti, que assumiu recentemente a superintendência do Ecoparaná, o Parque de Vila Velha é hoje prioridade para a Secretaria de Estado do Turismo. “O Parque de Vila Velha é um importante destino turístico do Paraná e queremos agregar mais valor a este destino, beneficiando também outros pontos turísticos de Ponta Grossa”, disse Borghetti.

O Paranatureza contempla os principais produtos turísticos de Ponta Grossa, como o Buraco do Padre, a Cachoeira da Mariquinha, Furnas Gêmeas, Furna Maior, Passo do Pupo, Capão da Onça, Recanto do Botuquara, Adega Porto Brazos, RPPN Paiquerê, RPPN Tayná e Café Colonial Kafee. “Essa é uma ótima oportunidade para resgatarmos o turismo rural em Ponta Grossa. A nossa intenção é que o Parque de Vila Velha seja o indutor do turismo na região”, disse o presidente da Fundação de Turismo, Eldo Bortolini. Segundo ele, hoje Itaiacoca é o local mais preparado para iniciar o projeto, já que concentra o maior número de atrativos rurais de Ponta Grossa. No dia 13 de julho, a proposta será discutida com a comunidade.


A meta do Paranatureza para a região é, a partir deste ano, estruturar e formatar o produto turístico no entorno do Parque de Vila Velha. Com isso, será possível a integração de toda a região, garantindo a conservação do meio ambiente e promovendo a inclusão social das comunidades. “Além de alavancar o turismo rural na região, a proposta que vem sendo estudada propõe também alternativas para o crescimento econômico da região”, avalia Bortolini.

Fonte: Assessoria de Imprensa Prefeitura de Ponta Grossa