UPA do Núcleo Santa Paula passa por vistoria

Foto: Divulgação
O secretário de Saúde Erildo Muller, o vice-prefeito Jose Carlos Raad, o “Doutor Zeca” e os vereadores que compõe Comissão Parlamentar de Inquérito das Obras Públicas, Daniel Milla, Antônio Aguinel e Jorge da Farmácia, estiveram nesta segunda-feira (10) na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Núcleo Santa Paula.  A meta foi avaliar a estrutura do prédio e verificar os equipamentos necessários para a abertura da unidade. Também estiveram no local os vereadores Aliel Machado, Taíco Nunes, Luiz Bertoldo, Sebastião Mainardes, Adélia Souza, Marcelo de Barros “Careca”. Inaugurada no mês de dezembro pelo ex-prefeito Pedro Wosgrau Filho a UPA não foi inserida pela gestão anterior no orçamento deste ano. Além disso, houve a inauguração sem a contratação de pessoal.
Para que a UPA entre em pleno funcionamento é necessária à compra de equipamentos, contratação de 139 profissionais e readequação da estrutura. Segundo o secretário de Saúde, Erildo Muller, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas deve funcionar no mês de setembro. “O fato de não existir orçamento para a unidade torna a situação mais difícil, e temos que promover muitas adequações e contratar os profissionais. Somente a estrutura não basta”, explica Muller. De acordo com informações da Secretaria de Saúde o orçamento mensal previsto para que a UPA comece a funcionar, somando os gastos de manutenção e com funcionários é de R$ 1 milhão.


O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Obras Públicas, Daniel Milla, explica que o trabalho da CPI em levantar os problemas contribui para o processo de abertura do local. “Estamos avaliando e anotando todas as deficiências técnicas e os equipamentos que faltam. Esse é um trabalho em conjunto com a prefeitura, com o objetivo de que os pacientes tenham um atendimento de qualidade”, destaca Milla. O vereador lamentou ainda a ausência de recursos para a unidade no orçamento de 2013. “Um erro cometido no ano passado trouxe muitos prejuízos à população. Infelizmente agora temos que recuperar essa perda”, finaliza.


Veja quantos funcionários são necessários para UPA funcionar:
Funcionários:
Médicos Plantonistas: 18
Assistente de Administração: 10
Enfermeiros Plantonistas: 15
Zelador: 10
Técnicos de Enfermagem: 50
Assistentes Sociais: 4
Cozinheiro: 3
Técnico em raio x: 12
Farmacêutico Plantonista: 2
Ajudante de Cozinha: 8
Auxiliar de Farmácia: 5
Técnico em Manutenção: 2
Total: 139 funcionários

Despesa anual com pessoal: R$ 6.185.566,30

Fonte: Assessoria de Imprensa Prefeitura de Ponta Grossa