11 de outubro de 2013

Ipiranga estuda implantar Feira Verde

Foto: Divulgação
A Prefeitura de Ponta Grossa é destaque em todo Paraná quando o assunto é o programa que agrega proteção ao meio ambiente, incentivo a agricultura familiar e combate a fome. O Feira Verde, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Abastecimento, chamou a atenção do prefeito de Ipiranga, Roger Selski, que, acompanhado do secretário de Turismo do seu município, Luiz Carlos Gomes, esteve em Ponta Grossa, nesta quinta-feira (10), para se informar sobre o programa. Os secretários Municipais de Abastecimento, Sérgio Zadorosny Filho, e de Recursos Humanos, Endrigo Ribeiro, receberam o prefeito e forneceram as primeiras informações sobre o programa.
De acordo com Selski, o Feira Verde é um programa diferenciado e bastante interessante, que pode, se adaptado a realidade local, ser implantado em Ipiranga. “Existe um ponto em especial nesse programa que me chamou muito a atenção que é a questão social, através do fomento a agricultura familiar. Temos um programa batizado de Ipiranga mais Saudável que incentiva o plantio de verduras na entressafra do fumo. Nesse momento, estamos em busca de gerar alternativas para incrementar a renda de pequenas propriedades devido a dificuldade dos produtores em manter os funcionários durante o ano todo na roça”, disse o prefeito.  
Foto: Divulgação
Zadorosny explica que o Feira Verde tem forte participação popular, além de ser um exemplo de política pública eficiente na redução do grau de insegurança alimentar da população de menor poder aquisitivo. “O Feira Verde é um programa completo, que atua em diversas frentes, beneficiando diretamente milhares de famílias com alimentos, limpando a cidade, contribuindo com o meio ambiente, ajudando no sustento de centenas de catadores através das Associações, melhorando a saúde da população, que passou a se alimentar melhor, e fomentando a agricultura familiar”, destaca Zadorosny.  
O programa Feira Verde prevê a troca de material reciclável por frutas, legumes e verduras, sendo que 2 quilos de lixo são trocados por 1 kg de alimento. Por dia, a média nas operações é de 10.000 quilos de alimentos distribuídos para 20.000 quilos de materiais recicláveis retirados do meio ambiente.
Atualmente, Ponta Grossa possui 130 pontos de troca, localizados tanto na zona urbana quanto na zona rural de Ponta Grossa. Zadoronsy informou ainda que o programa funciona de segunda a sábado e que cada ponto de troca é visitado duas vezes por mês. “Quando recebemos um volume grande de determinado alimento, aproveitamos para encorpar os itens de entrega do Feira Verde. Alguns produtos como a batata doce fazem parte de distribuições sazonais, que ocorrem enquanto durar o estoque”, afirma Zadosrony.
O secretário Endrigo Ribeiro salientou, ainda, que Ponta Grossa está à disposição para firmar um convênio de cooperação mútua para auxiliar a implantação do programa em Ipiranga. “Iniciativas como essa são excelentes para multiplicar bons programas, principalmente os que combatem a insegurança alimentar e nutricional. Ficamos felizes por ter a oportunidade de contribuir com outros municípios, ampliando o acesso a programas eficientes e gerando resultados na saúde das pessoas”, completa Ribeiro.

Fonte: Assessoria de impressa SMAB

CONTRIBUA PARA A CAMPANHA

CONTRIBUA PARA A CAMPANHA
Leandro Soares Machado Pré-candidato a Deputado Estadual

SAIBA MAIS

Eleitores poderão ser traídos: afirma Leandro Soares Machado!

Leandro Soares Machado pré-candidato Deputado Estadual “É preciso compreender, de todo o modo possível, o verdadeiro festival de traido...

Entre em contato:

Nome

E-mail *

Mensagem *