Trincheira na Ernesto Vilela

Foto: Divulgação
O prefeito Marcelo Rangel assinou ontem segunda-feira (27), em Curitiba, na presença do deputado Plauto Miró, convênio garantindo o início das obras de construção da trincheira na avenida Ernesto Vilela, no cruzamento com a PRC-373 (antes oficialmente referida como PR-151). O documento estabelece as obrigações de prefeitura e Estado e permite o início dos trabalhos para a execução da obra. No total, a previsão do governo do Estado é que sejam investidos no projeto R$ 4 milhões, com início do trabalho na pista – concluídos e aprovados os projetos – em fevereiro, depois do resultado da licitação, prevista para ser aberta em janeiro. A trincheira deverá estar pronta no segundo semestre de 2014.
Na segunda quinzena de dezembro, o prefeito Marcelo Rangel recebeu em seu gabinete o secretário de Estado de Desenvolvimento Urbano, Ratinho Junior, para assinatura do protocolo que resultou no convênio efetivado nesta segunda-feira, também, à época, acompanhado pelo deputado Plauto Miró.
A obra, segundo o prefeito, é uma das mais importantes determinadas neste ano e atende a uma reivindicação antiga das comunidades da região Oeste do municipio e deve mexer com a estrutura mobiliária e viária de Ponta Grossa. Segundo Rangel, a obra também será fundamental para o desenvolvimento das comunidades da região, como a Vila Borato, o Dalabona, o Bonsucesso, entre outras. Atualmente, o único acesso dos moradores ao centro de Ponta Grossa é através da avenida Souza Naves. Com a trincheira, o trânsito na Souza Dantas deve desafogar e os moradores terão um acesso mais rápido e seguro para o centro.
A verba prevista para a obra, de R$ 4 milhões, foi repassada pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado do Paraná e faz parte dos recursos devolvidos pela Assembléia Legislativo da Paraná ao Governo do Estado. Ponta Grossa foi uma das beneficiadas com a verba graças ao empenho e trabalho do deputado Plauto Miró Guimarães, que viabilizou a destinação do recurso para a obra da Ernesto Vilela.

Fonte: Assessoria de comunicação da prefeitura de Ponta Grossa