Darnel inicia obras dentro de dois meses

Foto: Divulgação
         Com a assinatura do protocolo de intenções, nesta sexta-feira no gabinete do prefeito Marcelo Rangel, a multinacional Darnel Embalagens dá início ao processo de instalação de sua unidade fabril em Ponta Grossa. As obras físicas devem ter início em 60 dias. A empresa vai se instalar numa área de 200 mil metros quadrados no Distrito Industrial e irá investir em Ponta Grossa R$ 86 milhões. O protocolo foi assinado por Rangel, pelos secretários de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, Álvaro Scheffer, e de Planejamento, João Ney Marçal Junior, e pelo diretor da Darnel, Ernesto Maceiras.
         A unidade fabril da Darnel em Ponta Grossa será a segunda do Brasil. A indústria mantém, desde 2008, uma unidade em Curitiba. De acordo com Maceiras, a unidade de Ponta Grossa será o centro da Darnel no país. “É provável que inauguremos outras unidades no Nordeste, mas o coração da indústria será em Ponta Grossa”, disse o diretor, que destacou o empenho do município para a instalação da indústria. “Geralmente associamos uma administração pública à lentidão nos processos, mas aqui em Ponta Grossa eu encontrei o inverso disso”, salientou Maceiras. Além do Brasil e Colômbia, a Darnel está presente também nos Estados Unidos, Europa e na América Latina.
         A multinacional colombiana anunciou a intenção de abrir uma nova indústria no país no ano passado. Desde então, vários estados brasileiros disputavam a empresa, que optou por Ponta Grossa. Segundo Maceiras, pesou na escolha por Ponta Grossa a logística - o que possibilita o transporte da produção por rodovia ou pela linha férrea, a possibilidade do Porto Seco e a qualidade da mão de obra. “Benefícios fiscais são importantes, mas não é só isso que uma empresa busca. Pesa na avaliação a mão de obra, logística e a proximidade com a fábrica da Colômbia”, disse o diretor.
         Em Ponta Grossa, a Darnel irá produzir embalagens plásticas que abastecerão o mercado interno. A previsão é de que a produção seja iniciada em dezembro de 2015 e, por uma questão estratégica, a empresa não divulgará a capacidade de produção da unidade de Ponta Grossa. Depois de pronta, a unidade de Ponta Grossa deve gerar inicialmente cerca de 300 empregos diretos e indiretos e no ano seguinte, 500 entre diretos e indiretos.
         “A Darnel é para nós uma conquista histórica”, disse o prefeito Marcelo Rangel. O prefeito lembrou o trabalho conjunto para a conquista da Darnel, feito com a Câmara dos Vereadores, que aprovou a área para a instalação da indústria. “Isso é fruto de um trabalho feito em conjunto”. O prefeito destacou também o momento de desenvolvimento industrial que o município passa: além de grandes investimentos significarem excelentes oportunidades de negócios e o fortalecimento de várias cadeias produtivas, essas novas indústrias têm, apontou Rangel, um reflexo importantíssimo para a sociedade ponta-grossense. “Estamos vendo a abertura de novas vagas de trabalho num ritmo muito bom. Isso nos anima a manter nossa política de atração de investimentos industriais e a fomentar, de todas as maneiras que conseguimos, a abertura de novas frentes de trabalho. Emprego é essencial”, frisou o prefeito.
         “Esta assinatura é muito importante para nós. A Darnel produz produtos leves e por isso necessita de uma boa logística. E isso nós oferecemos: boas rodovias e boa estrutura de transporte”, avaliou o secretário Álvaro Scheffer.  O secretário destacou a necessidade da mão-de-obra qualificada para prestar serviço na Darnel e garantiu que a empresa terá este serviço: “no dia em que vocês ligarem a fábrica, vocês estarão com os melhores profissionais”. Segundo o secretário, o desafio de Ponta Grossa é dar condições para que a empresa tenha rentabilidade, com baixo custo e boa produção. “Nossa equipe está à disposição de vocês”, garantiu.
         Participaram da solenidade de assinatura do protocolo de intenções, além de Rangel, Scheffer, João Ney e Maceiras, os secretários de Administração e Assuntos Jurídicos, Dino Schrutt, de Obras e Serviços Públicos, Alessandro Lozza de Moraes, de Cidadania e Segurança Pública, Ari Lovatto, de Meio Ambiente, Ivan Loureiro, de Saúde, Erildo Muller; a secretária de Educação, Esméria Savelli; o presidente da Fundação de Turismo, Eldo Bortoline; o gerente industrial da Darnel, Willian da Silva; o deputado federal, Sandro Alex; o presidente da ACIPG, Sérgio Leopoldo; a gerente a unidade regional do SESI/SENAI, Denise Benicá de Paula; o presidente da Câmara Municipal, Aliel Machado, e demais vereadores.

Fonte: Assessoria de comunicação da prefeitura de Ponta Grossa