30 de abril de 2014

O futuro da mobilidade urbana

Foto: Divulgação
A mobilidade urbana é um dos grandes desafios das cidades em desenvolvimento. A frota de veículos aumenta, o número de condutores cresce e as ruas não conseguem dar vazão ao fluxo de automóveis. O trânsito para. Aquilo que era para ser uma facilidade acaba se transformando em um transtorno.
Nos primeiros três meses de 2014, 1,1 mil ponta-grossenses conquistaram a primeira habilitação. O número de condutores ultrapassou a marca de 132 mil motoristas. A frota total da cidade chega a 172 mil, entre carros, caminhões, motos, ônibus e utilitários. Além disso, o relevo acidentado do município é outro empecilho para destravar o trânsito. Com determinação e ideias criativas é possível propor soluções simples e viáveis.
Existe uma linha férrea que liga o bairro de Oficinas a Uvaranas. Ela começa perto da Bunge e vai até próximo ao Campus da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). É um terreno plano com, aproximadamente, 13 quilômetros de extensão. A sugestão que deixo à disposição do poder público é a criação de um Parque Verde Linear no local. A ideia é construir uma pista de caminhada e uma ciclovia ligando dois dos principais bairros da cidade.
Idealizei o espaço para ser destinado a atividades físicas da população e locomoção do trabalhador. O Parque Verde Linear facilitaria a mobilidade de universitários que frequentam a UEPG e dos trabalhadores que diariamente se deslocam até o Distrito Industrial. O local, amplamente arborizado e iluminado, também poderia ser utilizado pela população para o lazer, caminhadas e ciclismo.
Cito o município de Ponta Grossa apenas como exemplo. O mesmo acontece em diversas cidades não só dos Campos Gerais, mas de todo o Paraná. Pequenas e médias cidades precisam começar a se preocupar com o trânsito desde já. Investir em ciclovias e no transporte coletivo de qualidade é a melhor maneira de garantirmos a mobilidade urbana das próximas gerações. São meios ecológicos de se locomover e que estão acessíveis a todos. Planejar o trânsito é pensar no presente em estratégias para o futuro.

Marcio Pauliki é formado em administração pela UEPG, especialista em Gestão Empresarial pela FGV com cursos de extensão em Administração e Marketing pela London University (Inglaterra) e University of Berkeley (EUA).

SAIBA MAIS

Evento Rotary Distrito 4730: Empreender é o Futuro!

Primeira edição do evento Empreender é o Futuro, com cunho beneficente, realizado pelo Rotary Club Distrito 4730.  Venha potencializar su...