Repensando o trânsito e valorizando a vida

Foto: Divulgação
Não é raro lermos notícias sobre acidentes nas estradas, muitos com vítimas fatais. Apenas durante o feriado de carnaval, no início de março, foram mais de 160 ocorrências registradas. As causas são bastante variadas. Imprudência, excesso de velocidade, embriaguês ao volante, má conservação das rodovias e falta de sinalização nas estradas são alguns itens que têm contribuído para que muitas pessoas percam a vida. A situação parece ser ainda mais grave nos trechos em que as rodovias cortam os municípios.
Em Castro, duas rotatórias devem contribuir para a segurança no trânsito e melhorar o fluxo de veículos na região.  A primeira fica no cruzamento da PR-340 com a PR-151. A outra rotatória fica a 1,5 quilômetro de distância, também na PR-340. As obras devem custar R$ 880 mil e a previsão é que sejam concluídas até o final de junho. A construção de uma trincheira no cruzamento entre a PR-151 e a Avenida Ernesto Vilela, em Ponta Grossa, deve iniciar em dois meses. Ele deverá trazer mais agilidade no tráfego e facilitar a movimentação de insumos de indústrias. O investimento será de R$ 4,5 milhões. Quando bem planejadas, rotatórias e trincheiras oferecem um novo conceito de tráfego.
É importante retirar o peso do fluxo rodoviário de dentro dos municípios. Exemplo disso é o Contorno de Campo Largo que está em sua última etapa de duplicação e está próximo de ficar pronto. No total, a obra tem 11 quilômetros de extensão e custará R$ 70 milhões. A iniciativa irá melhorar a fluidez de veículos e aumentar a segurança.
Não podemos esquecer a mobilidade urbana. É preciso investir em novas ligações entre bairros, melhoria no serviço de transporte coletivo instalação de terminais de ônibus em pontos estratégicos, ciclovias, ciclofaixas, vias de mão única, asfalto e passeios públicos. A construção de calçadões e descentralização do comércio, além de estimular o acesso a outras partes dos municípios, desafoga o tráfego nas vias centrais.
Pensar em soluções para o trânsito, dentro dos municípios ou nas estradas, é um desafio e uma urgência. O principal benefício é a diminuição do número de acidentes e, consequentemente, redução das mortes. Uma gestão inteligente de trânsito exige determinação, planejamento e infraestrutura.

Marcio Pauliki é formado em administração pela UEPG, especialista em Gestão Empresarial pela FGV com cursos de extensão em Administração e Marketing pela London University (Inglaterra) e University of Berkeley (EUA).

CONTRIBUA PARA A CAMPANHA

CONTRIBUA PARA A CAMPANHA
Leandro Soares Machado Candidato a Deputado Estadual 54200

SAIBA MAIS

Leandro Soares Machado quer melhorias para saúde e segurança

Na Alep, Leandro garante que promoverá o fortalecimento dos Campos Gerais   Depois de disputar as eleições para prefeito de Ponta Gross...

Entre em contato:

Nome

E-mail *

Mensagem *

Instagram @leandrosoaresmachado