Projeto “Corujinha” já atende 650 crianças

Programa garante atenção a crianças e ações educativas, 
além de cuidados e alimentação, mesmo durante período de férias escolares
Foto: Divulgação
Com a chegada das férias escolares muitos pais não têm onde deixar seus filhos durante o seu horário de trabalho. Para minimizar esse problema, e garantir que as crianças continuem recebendo cuidados e alimentação de qualidade também durante as férias, foi iniciado ontem segunda-feira (30), a 3ª edição do Projeto Corujinha, que atende crianças com idade de sete meses a cinco anos, e se estenderá até dia 14 de julho. Até o momento estão inscritas no projeto 650 crianças. O “Corujinha” funciona em três pólos: na Escola Municipal Deputado Djalma de Almeida César, em Olarias; no CMEIs “Luiz Gonzaga Pinto”, localizado na Vila Palmeirinha e “Romeu de Almeida Ribas”, situado no Núcleo Santa Paula. O horário de funcionamento é das 7h30 às 17h30. O projeto voltará a funcionar nas férias de janeiro.
“Estamos possibilitando tranquilidade aos pais, que podem trabalhar sabendo que os filhos estão em locais seguros, recebendo a atenção necessária e alimentação adequada. Além de atividades educativas, acompanhadas por uma equipe de professores, pedagogos, merendeiras, serventes, com capacitação para um trabalho de qualidade”, afirma o prefeito Marcelo Rangel, que acompanhou nesta segunda-feira (30) o início do “Corujinha”, na escola “Djalma de Almeida Cesar”, inclusive compartilhando o almoço das crianças.
Para a secretária de Educação, Esméria Saveli, o projeto atende as mães e pai que necessitam trabalhar e oferece educação de qualidade para as crianças. “No período em que ficam na escola, os alunos participam de atividades recreativas, educativas e recebem uma alimentação nutritiva. Isso é muito importante no processo de formação de cada um deles”, destaca Esméria. Entre as atividades programadas estão contação de histórias, recreação e brincadeiras educativas, tudo supervisionado pelos professores e diretores. “Este é um trabalho de forte cunho social e educacional”, diz o deputado federal Sandro Alex (PPS-PR), que também acompanhou o início do projeto, na manhã de segunda-feira.

Quem pode participar do Projeto Corujinha?
Podem participar do Projeto Corujinha crianças com idade de sete meses a cinco anos e que estejam devidamente matriculadas em escolas ou CMEIs que possuem período integral e cujos pais trabalham. Alunos que se encontram em situação de vulnerabilidade social também estão aptos a entrar no projeto. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 3220-1234.

Fonte: Assessoria de comunicação da prefeitura de Ponta Grossa-Pr