Semana da Cidadania atinge 1,5 mil na região

Foto: José Aldinan
Mais de mil e quinhentas pessoas participaram da Semana Nacional pela Cidadania e Solidariedade promovida pelo Núcleo Regional dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio nos Campos Gerais. Ações foram realizadas nos municípios de Ponta Grossa, Carambeí, Piraí do Sul, Palmeira e Tibagi. “Realizamos várias atividades, visando as metas dos ODM. Diretamente atingimos mais de mil pessoas. Mas a idéia é que estas pessoas sejam disseminadoras e contribuam cada vez mais por um mundo melhor”, avalia o coordenador do Núcleo, Nelson Canabarro.
Além das atividades na região, os municípios de Sengés, Ortigueira e Ipiranga, além daqueles que contaram com ações municipais, também participaram da Semana. Gestores estiveram presentes na Oficina de Mobilização dos ODM ministrada pela articuladora do Serviço Social da Indústria (Sesi), Priscila da Luz Vieira. Para o presidente da Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG) e prefeito de Carambeí, Osmar Blum, esta participação foi imprescindível para alinhar as políticas públicas municipais às metas preconizadas pela Organização das Nações Unidas. “Na capacitação ficou claro que podemos unir à gestão aos Objetivos, inclusive com ações que já são realizadas dentro das Prefeituras”, ressaltou.
Em Ponta Grossa, as ações foram voltadas às escolas estaduais e municipais e também ao público feminino. “Na abertura fizemos um Círculo de Diálogos junto às representantes de Clubes de Mães e da União das Mulheres dos Campos Gerais. Foi muito interessante escutar os anseios destas mulheres, o que elas avaliam que pode mudar pela igualdade entre os sexos”, explica a articuladora do Sesi, Glaucia Wesselovicz, destacando que as participantes apontaram ações e desenvolveram elas mesmas ações em prol de seus objetivos.
Nas escolas, temas diversos foram abordados por palestrantes convidados pelo Núcleo. Nas Municipais, a Secretaria de Cidadania e Segurança Pública Municipal realizou ações do programa “Cidadania nas Escolas”. “Tivemos um ótimo resultado nestas escolas”, aponta o chefe do Departamento de Cidadania, João Ávila, lembrando que o teor das palestras dependeu da situação encontrada em cada uma delas.
Em Piraí do Sul foram realizadas palestra e caminhada em prol da Cidadania. Lá, mais de 200 pessoas participaram das ações. “É muito importante envolvermos a população quanto a estes temas”, destacou o secretário municipal de Políticas Públicas Sobre Drogas de Piraí, Maricelso Ribeiro, um dos organizadores da ação no município.
Em Carambeí, uma palestra foi realizada no Centro de Referência de Assistência Social. Além da caminhada que reuniu cerca de 150 pessoas. “Quem participou gostou da ação”, contou a assistente social do município, Cleonice Langa.
Em Tibagi, foram cerca de 50 pessoas nas palestras destinadas aos idosos, às jovens mães e às gestantes do município. Já no município de Palmeira, até agora o evento pela Cidadania atingiu 85 pessoas, mas conforme a assistente social Carla de Albuquerque, a programação terá continuidade até o final do mês de setembro.

NÓS PODEMOS PARANÁ
Campos Gerais concentra 18% das adesões no Estado

Das 59 Prefeituras Municipais que aderiram ao Movimento Nós Podemos Paraná, onze são da Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG). Os números foram apresentados durante a Oficina de Capacitação dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) na última sexta-feira. Conforme a articuladora do Serviço Social da Indústria (Sesi), Priscila da Luz Vieira, é importante o engajamento das Prefeituras junto ao Movimento que articula o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio no Estado. “Buscamos a integração de ações de desenvolvimento nos três setores, público, privado e organizações não governamentais”, destaca lembrando que com as demais instituições, o Paraná contabiliza 208 adesões ao Movimento.
Para a articuladora a participação no Movimento é facilitada pela comunicação entre os setores, pela agenda de desenvolvimento mundial, com atuação em 190 países, e pela agenda clara de metas. Através do Movimento, as organizações podem monitorar os avanços dos indicadores de desenvolvimento. “Muitas pessoas desconhecem, mas através do portal odm (www.portalodm.com.br) podemos acessar todos os indicadores, bem como gráficos e textos explicativos de cada município e fazer comparativo entre eles”, conta.

Durante a Oficina, os gestores tiveram acesso aos indicadores de seus municípios e puderam avaliar o seu desempenho. “Com base nestes dados, as Prefeituras podem verificar seus acertos e suas falhas”, explica Priscila.

Fonte: Assessoria de comunicação da AMCG