Cartão Integração começa a ser testado nesta quarta-feira

Foto: Divulgação
           Nesta quarta-feira (17), a prefeitura de Ponta Grossa, através da Autarquia Municipal de Transito e Transporte (AMTT), inicia os testes do projeto Cartão Integração, que permitirá aos usuários utilizar mais de um ônibus pagando uma só passagem, num período de uma hora e meia. O piloto vai atender aos moradores dos conjuntos habitacionais Gralha Azul, Itapóa, Athenas, Roma, Canaã e do Santa Terezinha.
Durante todo o dia, uma equipe da AMTT estará no local orientando os usuários. Por causa do sistema de integração, a AMTT também está alterando os horários das linhas Gralha Azul e Roma. A tabela com os novos horários estarão anexados nos terminais e no ponto de integração.

É importante salientar que a integração de linhas, com uma só passagem, só poderá ser feita com o bilhete eletrônico. Esta medida é necessária, pois, dentro das regras da integração, o sistema eletrônico está programado para reconhecer a origem da última utilização do usuário, portanto, não descontará a segunda passagem. O bilhete eletrônico pode ser solicitado no Ponto de Venda da Viação Campos Gerais, no Terminal Central. Não há custos, mas o usuário terá que adicionar os créditos para ser utilizado.

O local de integração das linhas será o ponto de ônibus próximo à entrada do Centro de Eventos, no prolongamento da rua Crisântemo. Lá, usuários da linha Gralha Zaul e Roma/Canaã que desejam seguir de forma mais rápida para o terminal central, pegará a linha Santa Terezinha, pagando uma só passagem. Da mesma forma, passageiros da linha Santa Terezinha que desejam ir para a Nova Rússia, embarcarão na linha Gralha Azul ou Roma/Canaã.


O projeto piloto atenderá a cerca de sete mil moradores das regiões que utilizam essas linhas. Nestes testes serão considerados a aceitação dos usuários e os investimentos necessários para colocar o Cartão Integração em prática em toda a cidade. Segundo o prefeito Marcelo Rangel, o Cartão Integração vem sendo estudado, analisado e planejado há algum tempo com o intuito de tornar mais eficiente o transporte coletivo de Ponta Grossa.

 “Esse projeto é pensado nas pessoas que utilizam o transporte coletivo na cidade e precisam de maior mobilidade. Desde quando passei a administrar a cidade, tenho um compromisso de democratizar e melhorar ainda mais, na medida do possível, o transporte coletivo de nossa cidade. E é o que estamos fazendo”, diz Rangel. 

Fonte: Prefeitura de Ponta Grossa