7 erros de quem estuda online

Hoje em dia tudo acontece online, por meio de computadores, tablets e celulares. Você se comunica, compra, vende, se informa. Então, por que não estudar online? O Ensino a Distância é o campo que mais cresce na área da Educação, tanto no Brasil como no mundo. De acordo com dados do Ministério da Educação e Cultura (MEC), em um período de cinco anos, a modalidade cresceu 270%, enquanto o número de matrículas para cursos presenciais cresceu apenas 17%.

Além da quantidade, a qualidade também se destaca. Os resultados do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE), apontam que os alunos que estudam à distância tiveram um desempenho mais alto em 7 de 13 áreas de ensino.

Apesar dos números, a Educação a Distância ainda enfrenta barreiras como o desconhecimento e a descrença. Confira 7 dicas da coordenadora de Pedagogia da Universidade Positivo, Josemary Morastoni, para driblar os erros mais comuns cometidos por quem estuda online e aproveitar o melhor do seu curso.

1- Subestimar os cursos EAD: Achar que tudo é muito fácil é o primeiro e mais comum erro de quem estuda à distância. O fato de não ser presencial não reduz a dificuldade da matéria a ser aprendida e nem o nível de atenção que você deve dedicar à aula, muito pelo contrário. A exigência nos cursos EAD é a mesma que alunos presenciais experimentam, com o agravante de que o professor não está de olho em você e não pode chamar a sua atenção.

2- Procrastinar… escolher a hora em que vai estudar pode ser a melhor ou a pior coisa para o seu aprendizado. O mais importante é ter autoconhecimento e responsabilidade para não cair em armadilhas. Essa história de deixar sempre para depois, acaba virando nunca e aí seu investimento vai por água abaixo e, em vez de conhecimento, você ganha frustração.

3- Falta de organização, de tempo ou de planejamento: se o seu curso não tem uma hora específica para acontecer, você pode usar isso a seu favor - ou não. A flexibilidade de horário é uma das maiores vantagens do mundo EAD, mas é preciso que o aluno reserve um momento do dia para aquela atividade e se dedicar a isso. Dedicação e comprometimento são palavras-chave na Educação a Distância.

4- Ignorar os aspectos tecnológicos necessários para acompanhar um curso EAD: se você decidiu fazer um curso online, procure saber se o seu equipamento tem os requisitos básicos para que você possa aproveitar tudo o que a instituição oferece. Chats, vídeos, formulários e outras tantas ferramentas são maneiras usadas para interagir e repassar conhecimento, então é bom assegurar que você pode aproveitar ao máximo o material que será fornecido. Vale lembrar também que é preciso explorar as possibilidades disponíveis. Seja curioso e não tenha medo de pedir ajuda se for preciso.

5- Ser impaciente e pular etapas: Aprender é algo que leva tempo. Não importa como o conhecimento está sendo repassado a você (com o uso de tecnologia ou de um quadro negro), as informações devem ser absorvidas e sintetizadas por você e isso não pode ser apressado. Então, não adianta pular etapas ou deixar de fazer exercícios e trabalhos, pois o prejudicado será você.

6- Estudar com redes sociais e outras distrações por perto: esse erro não é exclusivo do mundo EAD, certo? Mesmo em salas de aula convencionais existem mil e uma distrações prontas para roubar sua atenção de um momento valioso. Então aproveite para focar durante a aula e aproveitar os momentos de interação que o seu curso oferece.


7- Achar que um curso EAD é necessariamente algo solitário: não, não e não! Se uma sala de aula comporta 30 ou 40 alunos, com aulas online, o número de pessoas que podem participar ao mesmo tempo do curso é infinitamente maior. Pessoas de todo o país (e até do exterior) podem estudar juntas e você deve aproveitar isso. Conheça as ferramentas disponíveis no seu curso e interaja com seus colegas, mentores e professores sempre que achar necessário. Trocas e discussões são uma importante maneira de aprendizado.

Fonte: Central Press