Programa “Mais Médicos” beneficia Ipiranga

Foto: Divulgação
Aristides Zeppenfeldt Leyva de 31 anos de idade é médico cubano formado há 6 anos pela Universidade de Santiago, em Cuba. Ele faz parte do Programa Federal “Mais Médicos” e hoje é um profissional que chegou para somar em Ipiranga-PR. O Programa que trouxe Aristides até o município busca melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) e prevê mais investimentos, além de levar mais profissionais para regiões onde há escassez de médicos. Aristides já está atendendo e residindo no município.
O médico conta que mesmo em fase ainda de adaptação gostou de Ipiranga. “Achei um município tranqüilo, bom para morar, eu consigo entender bem o português, quanto a isso não há dificuldade, a parte difícil é a saudade da família”, diz o médico Aristides que está na cidade desde metade do mês de março.
Leyva passou por um período de treinamento, onde se integrou dos principais programas existentes na área de saúde, a nível municipal e federal. As primeiras consultas foram acompanhadas por outros médicos do município. Nessa primeira semana de atividades, o médico pode visitar e já atender alguns postos de saúde da área rural e urbana de Ipiranga. De acordo com a secretaria de saúde o médico está sendo bem aceito pela população. “Ele tem contribuído muito com os atendimentos, tem sido bom para todos”, conta a secretária de saúde Solange Dalzotto Scheifer.
Os municípios estão recebendo os profissionais conforme o número de habitantes, Ipiranga por sua vez, com seus mais de 14 mil habitantes, não tem previsão de mais profissionais inseridos no programa. O médico cubano vai cumprir uma carga horária de 8h nas Unidades Básicas de Saúde.

Sobre o Programa Mais Médicos
A iniciativa prevê também a expansão do número de vagas de medicina e de residência médica, além do aprimoramento da formação médica no Brasil. Com a convocação de médicos para atuar na atenção básica de periferias de grandes cidades e municípios do interior do país, o Governo Federal garantirá mais médicos para o Brasil e mais saúde.
As vagas estão sendo oferecidas prioritariamente a médicos brasileiros, interessados em atuar nas regiões onde faltam profissionais. No caso do não preenchimento de todas as vagas, o Brasil foi aceita candidaturas de estrangeiros, com a intenção de resolver esse problema, que é emergencial para o país.  A urgência em atender a demanda da saúde no país, foi o motivo pelo o qual o programa foi desenvolvido.

Fonte: Assessoria de comunicação da prefeitura de Ipiranga