1 de abril de 2014

Feira Verde e a conscientização ambiental

Foto: Divulgação
         A prefeitura de Ponta Grossa, através de uma ação realizada pelas Secretarias de Abastecimento e de Meio Ambiente, está orientando os usuários do programa municipal Feira Verde sobre os materiais que podem ser trocados. O trabalho começou nesta terça-feira em 12 pontos da cidade, atendidos pelo Feira Verde. Profissionais das duas pastas acompanharam a troca do material reciclável por frutas, verduras e mel e orientaram a população.
         O Feira Verde recebe por mês aproximadamente 20 toneladas de material reciclável, mas 10% deste material não pode ser aproveitado. Este material que não pode ser reciclado é encaminhado, então, para a Ponta Grossa Ambiental, empresa responsável pela coleta de lixo em Ponta Grossa. O secretário de Abastecimento, Sérgio Zadorosny, acredita que com melhor conhecimento sobre os materiais que podem ser trocados, a coleta será mais eficiente e segura.
         A ação iniciada nesta terça-feira pelas secretarias, além de informar sobre a reciclagem aos usuários do programa, promove uma consciência ambiental. Nesta manhã, Zadorosny e o secretário de Meio Ambiente, Ivan Loureiro, acompanharam uma das equipes do Feira Verde e conversaram com a população. “As pessoas receberam muito bem as informações. Percebemos que muitas vezes elas colocam materiais que não podem ser usados por falta de conhecimento, não por má intenção”, disse Loureiro.
         Além de informações sobre o material que pode ser trocado, a equipe também ensinou a melhor maneira de destinar o material, como por exemplo, sempre lavar as embalagens. Segundo Zadorosny, o material que chegar até o Feira Verde em desacordo com as normas que estão sendo repassadas pelo Meio Ambiente será refugado. “Costumamos receber materiais impróprios, como fralda, seringa, lata de tinta, embalagem de óleo lubrificante, etc. A partir de agora, a pessoa que trouxer material impróprio não receberá verdura e frutas”, alertou Zadorosny.
Trabalho com servidores
         O trabalho de conscientização ambiental também é realizado diariamente com os servidores que atuam no programa Feira Verde. Eles são obrigados a usar os equipamentos de segurança e sabem a maneira correta de lidar com o material coletado. Segundo o chefe do Feira Verde, José Valdinei Alves Cordeiro, o funcionário que não estiver com estes equipamentos, não sai com as equipes. “A nossa fiscalização é diária e rigorosa. Os servidores sabem e entendem a importância deste cuidado”, disse Cordeiro. Na próxima semana, a Secretaria de Abastecimento vai promover palestras educativas específicas para estes funcionários.
O que pode ser trocado no Feira Verde
 - Papel:
PODE: jornais, cartazes, revistas, folhas de caderno, caixas de papelão, formulários de computador, envelopes, fotocópias, isopor, embalagens longa-vida;
NÃO PODE: etiquetas adesivas, papel carbono, fita crepe, papel higiênico, celofane, metalizado ou plastificado, papel parafinado ou de fax, guardanapos usados, fotografias, tocos de cigarro e papéis sujos.
- Plástico:
PODE: embalagens PET de água mineral, refrigerante, material de limpeza, etc.; copos descartáveis de água ou café, embalagens alimentícias (potes de maionese, margarina, etc.), canos, tubos e sacolas plásticas;
NÃO PODE: cabos de panela, tomadas elétricas, tomadas de telefone.
- VIDRO:
PODE: garrafas de bebida (refrigerante, cerveja, suco, vinho, etc.), potes de produtos alimentícios (molhos, maioneses, condimentos, etc.);
NÃO PODE: espelhos, vidros de janela, Box de banheiro, cristal, porcelana, cerâmica, vidros de automóvel, utensílios de vidro temperado (formas e travessas refratárias), tubos de televisão e válvulas.
- Metal:
PODE: lata de folha (lata de óleo, salsicha, leite em pó), latas de alumínio, outras sucatas ferrosas
NÃO PODE – cobre ou fio de cobre
- Óleo:
PODE: óleo vegetal utilizado em frituras, gordura animal/banha, recolhido em garrafas plásticas de 2 litros

Fonte: Assessoria de comunicação da prefeitura de Ponta Grossa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leandro Soares fala sobre o Conselho Municipal de Saúde de Ponta Grossa

Entrevista Portal aRede, Leandro Soares O Presidente do Conselho Municipal de Saúde de Ponta Grossa, Leandro Soares, fala ao Port...

MAIS VISUALIZADAS DA SEMANA