Dia da Indústria: uma data para celebrar e refletir

Foto: Divulgação
No dia 25 de maio, celebramos mais um Dia da Indústria. Uma data que nos faz exaltar os belos exemplos de empreendedorismo que temos em nosso segmento. Mas, ao mesmo tempo, que nos leva a uma profunda reflexão sobre os obstáculos que precisamos superar para que tenhamos uma indústria forte, que garanta ao país um desenvolvimento econômico e social sustentado.

Pautada por esses dois aspectos – conquistas e desafios – a Fiep chegou a mais uma edição da Semana da Indústria. Ao longo da última semana, percorri, junto com gestores do Sistema Fiep, todas as regiões do interior do Paraná, realizando festividades em que homenageamos 15 empresários com destacada contribuição para a indústria paranaense. Também realizamos, em cada regional, encontros para Construção da Agenda da Indústria do Paraná. Nesta ultima segunda-feira (26), encerramos a programação com homenagens a mais três empresários e outra reunião de trabalho em Curitiba.

Isso porque tão relevante quanto inspirar a sociedade com bons exemplos é promover a reflexão sobre o futuro da indústria. Nessas reuniões, que têm contado com expressiva participação de lideranças do segmento – diretores da Fiep, coordenadores regionais da entidade, presidentes de sindicatos industriais e empresários dos mais diversos setores – são apontadas as prioridades para o desenvolvimento da indústria regional, estadual e nacional.

Essa iniciativa tem um objetivo claro. Em 2014, vivemos um momento decisivo para o país. Nas eleições de outubro, a população definirá os chefes dos governos e os ocupantes das casas Legislativas para os próximos quatro anos. Com as sugestões colhidas na Semana da Indústria, a Fiep formatará um documento que será entregue aos candidatos. Mais do que apresentar demandas, vamos dar subsídios para a implantação de uma política industrial de médio e longo prazos.

Vamos, também, cobrar o compromisso formal dos candidatos e monitorar a atuação dos eleitos. Precisamos, de uma vez por todas, que o país encare as reformas necessárias para melhorar o ambiente de negócios e aprimorar a gestão pública. Isso só será possível se tivermos, nos Executivos e Legislativos, pessoas realmente comprometidas com o desenvolvimento do país.

Oro a Deus que dê ânimo aos industriais do Paraná e do Brasil, para que não percam a esperança, mesmo diante da insensibilidade daqueles que foram eleitos para promover mudanças e tornar o país mais forte e competitivo, mas não o fazem.

Edson Campagnolo
Presidente do Sistema Fiep