27 de outubro de 2014

Incubadora Tecnológica do Tecpar comemora 25 anos

Foto: Divulgação
A Incubadora Tecnológica do Tecpar (Intec) comemorou, na última quinta-feira (24), seus 25 anos de atividades debatendo o futuro do modelo de negócios das incubadoras brasileiras. Uma das precursoras dos processos de incubação no país, a incubadora do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) convidou especialistas para apresentar aos empreendedores as novas propostas para a inovação tecnológica.

O diretor-presidente do Tecpar, Júlio Felix, abriu o XVIII Workshop Intec reforçando que a incubadora, além de gerar mais de 1,5 mil empregos ao longo de seus 25 anos, deu suporte ao empreendedorismo tecnológico inovador na instituição. “Esse é um dos pilares da nossa organização e o trabalho da incubadora deu frutos ao Tecpar, como a Incubadora Tecnológica do Norte Pioneiro (ITNP) e os nossos três parques tecnológicos, o Parque Tecnológico da Saúde (PTS), o Parque Tecnológico do Norte Pioneiro (PTNP) e o Parque Tecnológico Virtual do Paraná (PTV Paraná). Estou muito orgulhoso desse resultado”, salientou Felix, que já foi diretor da incubadora em sua trajetória.
Na primeira palestra do dia, Eloi Zanetti e Jean Sigel, da Escola de Criatividade, contaram experiências de suas carreiras para destacar a importância de ser criativo para empreender. “A inovação depende da criatividade e de um ambiente que a estimule”, afirmou Zanetti. “Quando somos crianças, a nossa imaginação é mais livre e conseguimos criar sobre as nossas fantasias. Ao ficarmos adultos, desenvolvemos a capacidade de nos autoeditarmos, e esse bloqueio mental afasta a criatividade. Ser criativo requer prática”, pontuou Sigel.
Em seguida, Zanetti mediou o “Provóquios”, um embate de ideias para debater os novos modelos de apoio às empresas inovadoras no Brasil e no mundo. Participou da discussão Marcel Martins Malczewski, da M3 Investimentos; Allan Costa, da Curitiba Angel; Tiago Dalvi, fundador da Solidarium; Danilo Brizola, da SnowmanLabs; Julio Agostini, do Sebrae-PR; e Anna Paula Franco, editora na Gazeta do Povo. Na ocasião, eles debateram a especialização das incubadoras tecnológicas como forma de reinvenção do modelo de negócios. Os especialistas chegaram à conclusão que um caminho para o futuro das incubadoras é encontrar a sua vocação para melhor atender os empreendedores.
À tarde, Gina Paladino, diretora da Agência Curitiba e ex-diretora da Intec, mediou um debate voltado aos empreendedores, junto com Felipe Sanches Couto, do Senai-PR; Antônio Rivas, do Gartner Group; e Rafael Tortato, do Sebrae-PR. De acordo com os especialistas, os empreendedores devem buscar soluções para problemas pensando na escala global e também buscar investimentos que tragam conhecimento agregado junto ao recurso. No final do dia, Davi Portes, palestrante de vendas e motivação, realizou a palestra “Uma Lição de Vida, Vendas e Marketing”, ocasião na qual contou passagens da sua história pessoal e com base nela deu dicas para quem quer empreender.

Homenagem
A quarta edição do Caderno Intec foi apresentada ao público durante a comemoração. A publicação traz artigos e análises sobre o cenário empreendedor e fomenta a discussão e a troca de experiências nos cenários estratégicos do empreendedorismo. “Esse caderno é resultado dos debates feito em workshops realizados pela incubadora. Essa edição comemorativa olha para frente e traça estratégias para o empreendedorismo do futuro”, explicou Gilberto Passos Lima, gerente da Intec.
No fim do evento, todos os gestores que passaram pela diretoria da Intec foram homenageados. Gina Paladino, primeira diretora da incubadora e responsável pela construção da sua estrutura física, se emocionou ao lembrar do início das atividades da Intec. “A Intec é uma incubadora incubada dentro do Tecpar e desde o início desenvolveu suas atividades assim, se reiventando. Foi um desafio muito grande levantar o seu prédio, mas essa edificação tornou a Intec referência nacional, porque, apesar de sermos a quinta incubadora do país, fomos a primeira a ter estrutura física. Então, na década de 1990, quando queriam falar sobre incubadora, vinham até a gente para conhecer nosso trabalho. É muito gratificante comemorar seu quarto de século”, ressaltou.

Histórico
Primeira incubadora do Paraná e quinta do Brasil, a Intec foi criada em 1989 com a intenção de fomentar o surgimento, desenvolvimento e consolidação de empresas de base tecnológica no estado. A incubadora tem como propósito atuar como difusora de competências e dar suporte ao lançamento de novos negócios por empresas inovadoras que atuam nas áreas prioritárias dos governos estadual e federal. Já graduou mais de 40 empresas, posteriormente estabelecidas no mercado, e colabora com a criação de centenas de empregos diretos e indiretos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leandro Soares fala sobre o Conselho Municipal de Saúde de Ponta Grossa

Entrevista Portal aRede, Leandro Soares O Presidente do Conselho Municipal de Saúde de Ponta Grossa, Leandro Soares, fala ao Port...

MAIS VISUALIZADAS DA SEMANA