Sobre o concurso, a AMTT esclarece que:

Foto: Divulgação
A inscrição do presidente Eduardo Kalinoski foi simbólica e feita exclusivamente com a intenção de testar o sistema, conforme foi relatado à direção financeira do órgão e à comissão do concurso, no dia 10 de julho, através de um memorando.


Uma semana antes do término das inscrições a AMTT recebeu diversas reclamações de pessoas que não estavam conseguindo finalizar o processo de inscrição e o pagamento do concurso. Por isso, o presidente da AMTT fez a inscrição simbólica, em seu próprio nome, para verificar a situação, quando foi constatado um congestionamento no sistema devido à grande procura.

Diante disso, a AMTT determinou a prorrogação do prazo das inscrições. Portanto, em momento algum o presidente da AMTT pretendeu beneficiar-se da situação. Sobre a inscrição de seu nome, no documento emitido à Diretoria de Finanças da AMTT, o presidente pede que “em caso de efetivação/homologação a mesma não terá validade, a fim de respeitar decretos municipais e o princípio da moralidade na administração pública, devendo esta ser cancelada pela comissão do concurso”.


Ainda na sexta-feira (07), antes mesmo da publicação da lista dos inscritos em Diário Oficial, o presidente enviou documento à comissão do concurso solicitando o cancelamento de sua inscrição. Com essa medida, em efetivo não haverá qualquer tipo de prejuízo aos demais inscritos nem à regularidade e isenção do concurso público promovido para preenchimento de cargos na Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte.

Fonte: Prefeitura de Ponta Grossa