Atenção básica é prioridade para a Secretaria Municipal de Saúde


Ontem quinta-feira, foi realizada na Câmara Municipal de Ponta Grossa a primeira audiência pública da saúde deste ano. Convocada pela presidente da Comissão de Saúde e vereadora, Adélia Aparecida Souza, a audiência contou com a participação do prefeito Marcelo Rangel, do vice-prefeito, Dr.Zeca e do secretário municipal de Saúde, Erildo Muller, que prestaram esclarecimentos e falaram sobre as melhorias na saúde. De acordo com o prefeito Marcelo Rangel, este é um ato de respeito à população, onde as idéias, reclamações e propostas podem ser ouvidas e concretizadas.
“É um ato de transparência. Desta forma, podemos ajudar a transformar a saúde de nossa cidade”, afirmou o prefeito.  Rangel ainda relembrou a CPI do SUS, realizada em 2011, da qual foi relator. “Os problemas de saúde existem em todo o Paraná, faltam leitos e orçamento para a manutenção da saúde. Nossa intenção é mudar essa realidade em Ponta Grossa. Nossa Secretaria começou a trabalhar há poucos meses, mas já estamos avançando”, completou.
O secretário municipal de Saúde apresentou dados técnicos sobre a saúde e falou dos projetos da Secretaria para melhorar esta área. De acordo com Muller, é preciso reestruturar e priorizar a atenção básica, trabalhando sempre com a prevenção.  “Nós já fizemos um levantamento para saber quais equipamentos precisam ser adquiridos, quais unidades de saúde necessitam de reforma e também providenciar a contratação de mais profissionais da área”, disse. Muller também ressaltou que a maioria das mortes em Ponta Grossa decorre de doenças cardiovasculares e, nesse aspecto, é muito importante que as Unidades Básicas de Saúde trabalhem com prevenção, monitorando e diagnosticando pessoas com pressão arterial elevada e diabetes. “Se a prevenção é feita adequadamente, o número de casos de média e alta complexidade diminui. É preciso sempre trabalhar com prevenção e promoção da saúde”, finalizou.
Durante a audiência, representantes de entidades ligadas à área da saúde e membros da sociedade civil puderam questionar e contribuir com sugestões para a melhoria do setor, o que foi avaliado de forma positiva pelo secretário de Saúde. Ainda durante o evento, Rangel ressaltou a compra de câmeras de segurança para serem instaladas nos postos, a implantação do sistema de informatização, além da reestruturação da ouvidoria da saúde.
A partir desta sexta-feira, a Secretaria Municipal de Saúde terá uma sala exclusiva para atender a população que deseja tirar dúvidas e fazer considerações sobre a saúde. Há um mês, a ouvidoria, que já atende pelo telefone e e-mail, realizou mais de 130 atendimentos.  Quem desejar saber mais por esse serviço pode mandar e-mail para o endereço ouvidoriasmspg@gmail.com, ligar para o telefone (42) 3220-1202 ou vir pessoalmente na Prefeitura que fica na Avenida Visconde de Taunay, 950, centro, no térreo. O serviço funciona das 8h às 18h. Dentro de 20 dias, um telefone 0800 também estará disponível para a população.