Cooperativas lançam Pedra Fundamental de moinho de trigo em PG



Nesta sexta-feira (5), as cooperativas Batavo, Castrolanda e Capal fizeram o lançamento da Pedra Fundamental da construção do moinho de beneficiamento de trigo. O lançamento foi feito pelos diretores presidentes das cooperativas, Renato Greidanus (Batavo), Frans Borg (Castrolanda) e Erik Bosch (Capal), juntamente com o prefeito Marcelo Rangel, o secretário Municipal de Agricultura e Pecuária, Gustavo Ribas Neto, e do presidente da Câmara Municipal, Aliel Machado. O investimento será de mais de R$ 85 milhões em Ponta Grossa. As obras já estão adiantadas e o moinho funcionará nas unidades II e III da Batavo, às margens da BR 376, próximo ao trevo do Vendrami.
         De acordo com o Greidanus, inicialmente o moinho irá produzir farinhas industriais para panificios e indústrias de biscoitos e massas. A capacidade total de moagem será de 240 mil toneladas ao ano e a receita estimada é de R$ 200 milhões, com geração de 80 postos de trabalho. “A industrialização, certamente é a melhor alternativa para o nosso setor, consolidando a participação de nosso estado na agroindústria de ponta”, disse o presidente da Batavo.
Durante o evento, o prefeito Marcelo Rangel recebeu dos diretores do moinho um pedido de cooperação do município. “Nossa intenção é auxiliar e estimular o crescimento industrial da cidade. A industrialização é o símbolo da nossa cidade e esse empreendimento é um dos cartões de visita de Ponta Grossa”, afirmou.