9 de outubro de 2013

Mercado da Família atinge 10% da população de Ponta Grossa

Foto: Divulgação
A Secretaria Municipal de Abastecimento comemora esta semana a ampliação do alcance do programa Mercado da Família, que atingiu a marca dos 33.837 cadastros. O programa Mercado da Família é um importante instrumento no combate à desigualdade social e à insegurança alimentar e nutricional da população menos favorecida.  “Aproximadamente 10% da população de Ponta Grossa, que gira em torno de 317 mil habitantes segundo dados do IBGE, hoje tem a oportunidade de comprar com economia de até 20% no final das compras, tendo mais acesso a alimentos e produtos de qualidade”, ressalta o secretário Sérgio Zadorosny Filho.
A aposentada Geneura Maria da Silva Santos está entre os novos cadastrados e está satisfeita com a economia. “O Mercado da Família é diferente de qualquer outro mercado, já fiz a primeira compra e comprovei a economia. Agora sobra mais dinheiro para a minha saúde. É uma tranquilidade, estou muito feliz”, salienta a aposentada. Geneura conta que por ser diabética possui uma série de problemas de saúde e que os gastos com medicamentos são muito altos em sua casa. “Com a economia que vou fazer no mercado poderei cuidar melhor da minha saúde, comprando todos os remédios que preciso”, completa a aposentada.
Foto: Divulgação
O Mercado da Família atende a comunidade de baixa renda de Ponta Grossa em oito pontos estratégicos: Centro, Uvaranas, Nova Rússia, Sabará, Vila Vicentina, Maria Otília, Santa Paula e Parque Nossa Senhora das Graças. As lojas tem facilidade de acesso por serem localizadas próximas a terminais e pontos de ônibus e são equipadas com 132 itens de primeira necessidade entre produtos de higiene, limpeza e alimentícios.
Para facilitar ainda mais o acesso ao programa, em abril, Zadorosny e o presidente da Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar), Dino Schrutt, começaram a definir estratégias para implantar um convênio e cruzar dados dos cadastros da Prolar e da SMAB, já que beneficiam o mesmo público. “A ideia é que as famílias que estão na fila da Prolar recebam o cartão do Mercado da Família juntamente com as chaves da sua nova casa. Dessa forma, terão acesso à moradia digna e a produtos de primeira necessidade a preços mais baratos que nos mercados convencionais, melhorando significativamente a qualidade de vida dessa população”, explica Dino Schrutt, presidente da Prolar.
Foto: Divulgação
A preocupação com a população que vive em situação de vulnerabilidade social se estende aos servidores que trabalham no programa. Recentemente, o depósito do programa foi transferido para o barracão de quatro mil metros quadrados que abrigava o antigo Instituto Brasileiro do Café (IBC), no Cará-cará. O novo local, que é também depósito do programa Feira Verde, é bem arejado, equipado com banheiros masculinos e feminino, cozinha, refeitório, despensa e sala de administração, oferecendo totais condições de infraestrutura em um ambiente adequado para o pleno desenvolvimento do trabalho dos funcionários. Com a medida, o município vai economizar R$ 215.014,14 em aluguel durante a gestão de Marcelo Rangel. “Além da economia, garantimos a melhoria nos processos de recepção, armazenamento e despacho dos produtos comercializados pelo programa e também nas condições de trabalho dos funcionários”, destaca o diretor de Abastecimento, João Alfredo Araújo. A parceria com a Secretaria de Cidadania e Segurança Pública tem garantido a segurança do local e também das oito lojas, através de patrulhamento ostensivo.

CADASTRO

A diretora do programa, Cristiane Takakusa, explica que para fazer o cadastro é necessário que a família possua renda universal de até 2,5 salários mínimos (R$ 1.695,00) e que sejam apresentados RG, CPF e carteira de trabalho de todas as pessoas maiores de 18 anos que moram na mesma casa, documentos dos menores (RG, ou certidão de nascimento) e comprovante de renda. “O cadastro pode ser feito em qualquer uma das oito lojas Mercado da Família de Ponta Grossa”, informa a diretora.


Fonte: Assessoria de Imprensa Prefeitura de Ponta Grossa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leandro Soares fala sobre o Conselho Municipal de Saúde de Ponta Grossa

Entrevista Portal aRede, Leandro Soares O Presidente do Conselho Municipal de Saúde de Ponta Grossa, Leandro Soares, fala ao Port...

MAIS VISUALIZADAS DA SEMANA