Ponta Grossa terá o 1º Centro de Educação Socioambiental do Paraná

Foto: divulgação
         A partir do ano que vem, o Parque Margherita Masini contará com o Centro de Educação Socioambiental, o primeiro dos cinco que serão construídos no Paraná. O Centro será erguido através de uma parceira entre a Sanepar e o Rotary Internacional, com investimento total de R$ 800 mil. O termo para a permissão de uso do Parque foi assinado nesta quinta-feira, pelo prefeito Marcelo Rangel e o presidente da Sanepar, Fernando Ghignone, e terá validade por 20 anos. Depois de pronto, o Centro de Educação Socioambiental terá a gestão compartilhada ente prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria de Meio Ambiente, e a Sanepar.
Foto: divulgação
         “É através de parcerias como estas, de união e boa vontade política que a gente consegue muita coisa boa para a população. A Sanepar sempre foi nossa parceira e agora vamos entregar à população de Ponta Grossa o Centro de Educação Socioambiental”, disse Rangel durante a assinatura do termo. Segundo o presidente da Sanepar, Ponta Grossa terá o primeiro dos cinco centros ambientais previstos para o Paraná. A escolha da cidade como pioneira, segundo Ghignone, foi o pleno interesse do município pelo projeto e também pela agilidade na articulação para viabilizar o local para a instalação do Centro.
Foto: divulgação
         Respeitando os conceitos ambientais, o Centro de Educação Socioambiental será construído com materiais recicláveis, com pisos e paredes ecológicas, e aproveitará a energia solar e fará a captação da água da chuva. O local escolhido para a construção dentro do Parque foi um já é asfaltado, evitando o corte de árvores. O espaço, além de difundir as boas práticas ambientais, será também um local para exercício permanente de conscientização e respeito à natureza. “Esse será um espaço da população, que deverá também, juntamente com a prefeitura e a Sanepar, ter responsabilidade efetiva no cuidado e na preservação do Centro”, disse Rangel.
Foto: divulgação
         De acordo com o secretário municipal de Meio Ambiente, Fernando Pilatti, juntamente com a construção do Centro Educacional Socioambiental, a prefeitura de Ponta Grossa irá cercar o Parque Margherita Masini com alambrados e construirá um abrigo para guarda parque e um portal na entrada do parque. O Centro será construído num espaço de 446 metros quadrados e contará com salas para exposições, palestras e trabalhos, e um anfiteatro com 60 lugares. As atividades desenvolvidas serão voltadas para as escolas e universidades. Outro trabalho importante que será feito pelo Centro de educação Socioambiental será o de inserção social da comunidade da Vila Nova, vizinha ao Parque Margherita, abordando questões sobre educação ambiental e saúde e desenvolvidas atividades culturais.
Foto: Membros do Distrito 4730 - Rotary International
         Participaram da assinatura do termo de permissão de uso, além do prefeito Marcelo Rangel, do presidente da Sanepar, Fernando Ghignone, do secretário municipal de Meio Ambiente, Fernando Pilatti, o Chefe de Gabinete, Ricardo Linhares, os secretários municipais de Planejamento, João Ney Marçal Júnior, de Obras e Serviços Públicos, Alessandro Lozza de Moraes, de Cidadania e Segurança Pública, Ary Lovatto, o presidente da Fundação de Turismo, Eldo Bortolini, da Agência Reguladora de Águas e Saneamento de Ponta Grossa, Delmar Pimentel, e os vereadores Romoaldo Camargo, Marcelo de Barros (professor Careca), Pastor Ezequiel, e Valter  José de Souza.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Ponta Grossa