Feira Verde recolhe 3.600 toneladas de materiais recicláveis em 2013

Foto: Divulgação
O ano de 2013 mostrou o grande potencial de um dos maiores programas sociais da história de Ponta Grossa, o Feira Verde. De acordo com dados da Secretaria Municipal de Abastecimento, o programa recolheu 3.618.220 quilos de materiais recicláveis e trocou por 1.809.110 quilos de frutas, legumes e verduras, em 2013. “O programa contribui decisivamente para uma cidade mais limpa e sustentável. Isso significa mais saúde, melhor qualidade de vida para a população e mais matéria-prima para os catadores de materiais recicláveis. Além disso, o Feira Verde complementa a alimentação das famílias que mais precisam e assegura a comercialização dos produtos da agricultura familiar. É gratificante poder contribuir de tantas formas através do mesmo programa”, ressalta o secretário de Abastecimento, Sérgio Zadorosny Filho (PSB). 
Foto: Divulgação
Com esse montante, a média mensal de trocas do Feira Verde ficou em torno de 151 mil quilos de alimentos. Os registros da Secretaria apontam, ainda, que cada pessoa leva para casa cerca de 15 kg de alimentos por dia de troca, quantidade suficiente para durar até a troca seguinte. “O Feira Verde tem o firme propósito de melhorar a qualidade da alimentação das famílias de baixa renda e com isso promover a saúde preventiva nos bairros de Ponta Grossa”, explica Zadorosny. 
Foto: Divulgação
Segundo o médico e vice-prefeito, José Carlos Raad, o doutor Zeca (PSD), o programa Feira Verde assegura a ingestão de sais minerais, vitaminas e fibras, dando energia e aumentando a imunidade do organismo. 
“Com uma alimentação mais completa eleva-se a qualidade de vida, há uma melhora significativa no desempenho profissional e estudantil e diminui a incidência de doenças virais e infectocontagiosas”, atesta o vice-prefeito.
Foto: Divulgação
O funcionamento simples do programa e o grande volume movimentado diariamente nos bairros da cidade fazem do Feira Verde um programa essencial no combate à insegurança alimentar e nutricional em Ponta Grossa. De terça a sábado a população encontra o Feira Verde em 130 pontos de troca, na zona urbana e rural do município. Os pontos são visitados duas vezes ao mês, seguindo o calendário que é amplamente divulgado nos bairros e através do site www.pontagrossa.pr.gov.br/smab
Com isso, a Prefeitura de Ponta Grossa atende mais de 10 mil famílias em situação de vulnerabilidade social todos os meses. Todo material recolhido foi encaminhado para as Associações de Catadores de Materiais Recicláveis do município, contribuindo diretamente com o sustento de mais de 150 famílias. Além disso, do total de alimentos adquiridos pela Prefeitura para abastecer o programa, boa parte vem de pequenos agricultores rurais do município, valorizando e alavancando o trabalho do homem do campo. Em 2013, o governo municipal ampliou o limite de compras de produtos do agricultor familiar de R$ 4.500 para R$ 8.000 por ano, o que representa benefícios em dobro para os pequenos produtores. “Esse foi um marco histórico para o fortalecimento do arranjo de produção local. Estamos viabilizando a compra de mais alimentos do pequeno produtor, que passa a ter a garantia da venda de um volume maior de sua produção e, na outra ponta, beneficiando programas de abastecimento social como o Feira Verde, que passou a contar com mais alimentos de qualidade, muitas vezes coletados no mesmo dia”, destaca Zadorosny. De acordo com dados da Secretaria de Agricultura e Pecuária, foram beneficiados com o aumento dos recursos aproximadamente 110 produtores da região de Ponta Grossa.

Fonte: Assessoria de impressa SMAB