30 de janeiro de 2014

Ouvidoria contribui para melhorias na Saúde

Muitas das informações relatadas através do 0800 da ouvidoria são utilizadas para as estratégias da Secretaria de Saúde
Foto: Divulgação
Desde o ano passado os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) de Ponta Grossa passaram a contar com um canal direto para esclarecimento de dúvidas, sugestões, orientações, denúncias e reclamações. Isso aconteceu devido à criação e regulamentação da Ouvidoria da Saúde, pelo prefeito Marcelo Rangel, juntamente com a implantação do sistema de contato via 0800, que não existia nas gestões anteriores. Dessa forma, a população passou a relatar suas dúvidas e buscar uma qualidade melhor de atendimento. Em 2014 foram feitos 1.571 encaminhamentos. Entre os principais problemas relatados pela população e que foram resolvidos depois dos contatos com a Ouvidoria da Saúde estão: sistema de agendamento de consultas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), humanização de atendimento e dificuldades no relacionamento interpessoal entre funcionários e pacientes. De acordo com os dados da Secretaria Municipal de Saúde as principais reclamações relacionadas às UBS são, justamente, pedidos de implantação do Programa de Saúde da Família (PSF).
“O contato da população é fundamental para que possamos desenvolver nossas estratégias e conforme as necessidades dos usuários. Para que possamos aumentar o número de equipes PSF, precisamos aumentar o número de médicos. Para isso, estamos abrindo outro credenciamento para contratação de médicos e vamos receber mais 31 profissionais do programa ‘Mais Médicos’ do governo federal”, explica o prefeito Marcelo Rangel. Conforme informações do secretário de Saúde, Erildo Muller, muitas das reclamações feitas na ouvidoria de Ouvidoria de Saúde sobre as UBS serão resolvidas com as reformas e ampliações que já estão em andamento: “estamos reformando vinte e duas Unidades Básicas de Saúde e construindo seis novas unidades e outras ainda serão reformadas, com isso, esperamos solucionar os problemas estruturais”.
A Ouvidoria da Saúde foi fundamental para o aposentado, Valdivino de Oliveira dos Santos, devido a um câncer de próstata Valdivino precisa de injeções de Leuprorrelina, medicamento de alto custo, que custa em média R$ 1,8 mil e deve ser fornecido pelo Governo do Estado. Devido a problemas burocráticos, o paciente estava com dificuldades para conseguir o medicamento e foi através da Ouvidoria da Saúde que a questão foi resolvida.
“Eu estava desesperado principalmente por causa das dores causadas pela doença e não estava conseguindo o medicamento, graças à Ouvidoria de Saúde eu consegui. O atendimento deles muito bom. Fui muito bem atendido e com isso adquiri o remédio que não tenho condições de comprar”, diz  Santos. “Muitas pessoas não conhecem os procedimentos para obter medicamentos que são garantidos inclusive pelo Estado, neste sentido, a ouvidoria tem papel fundamental na orientação destes pacientes”, explica Daniele Calixto, ouvidora da Saúde.
A ouvidoria pode ser acessada por qualquer cidadão, de forma gratuita, pelo telefone 0800-643-9595, com funcionamento das 8h às 18h, pelo telefone (42) 3220-1202, via e-mail: ouvidoria@smpg.pr.gov.br, por correspondência na Rua Visconde de Taunay, 950, CEP: 84051-000.

Além destas formas de contato a Secretaria de Saúde trabalha com a “Ouvidoria Itinerante”. Neste caso, a Ouvidoria da Saúde vai até as Unidades Básicas de Saúde (UBS) para ouvir a população e, na sequência, todas as reivindicações são encaminhadas.

Fonte: Assessoria de comunicação da prefeitura de Ponta Grossa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leandro Soares fala sobre o Conselho Municipal de Saúde de Ponta Grossa

Entrevista Portal aRede, Leandro Soares O Presidente do Conselho Municipal de Saúde de Ponta Grossa, Leandro Soares, fala ao Port...

MAIS VISUALIZADAS DA SEMANA