18 de janeiro de 2014

Praias do Litoral Norte de SC oferecem internet gratuita

Enseada, Ervino, Prainha e Ubatuba, em São Francisco do Sul, dispões da comodidade

FOTO: SALMO DUARTE/AGENCIA RBS

Na Prainha, em São Francisco do Sul, por exemplo, não é difícil encontrar banhistas com o celular na mão, seja registrando os momentos da família e dos amigos, seja na cadeira de olho nos aplicativos mais populares. Gabrielle Pessoa, de 25 anos, não consegue ficar sem seu smartphone. Com uma cadeira que tem um pequeno guarda-sol acoplado, ela consegue se esconder do sol forte e visualizar melhor a tela do celular. Facebook e Instagram são suas redes preferidas e mais visitadas.Postar fotos na praia virou febre neste verão. São Francisco do Sul passou a disponibilizar aos visitantes rede Wi-Fi nas praias e trouxe mais comodidade para quem não consegue ficar longe das redes sociais. Quem é adepto às redes sociais com certeza já postou ou já morreu de inveja com a foto compartilhada de alguém na praia, no barzinho tomando uma gelada ou curtindo uma onda com a galera. É irresistível deixar de registrar e de divulgar nas redes os bons momentos das férias. Nas areias das praias de qualquer lugar do País, os smartphones viraram utensílios básicos.

Para facilitar a vida dos conectados como Gabrielle, São Francisco inovou neste ano. Instalou três torres de transmissão de internet móvel e vai totalizar 12 pontos de Wi-Fi. As praias beneficiadas são Enseada, Prainha, Ervino, Ubatuba, Itaguaçu, Praia Grande e Capri. Paulas e a praia do Forte ganharão internet nos próximos dias. Os pontos estão sendo instalados em postos de salva-vidas.
As amigas gaúchas, a pedagoga Vanessa Custódio, 27, a professora Heniria Reinoldo, 29, e a técnica em enfermagem Angélica Negrini, 27, esta que já mora há dez anos em São Chico, aprovaram a iniciativa. Para elas, registrar os momentos pelo smart e postar nas redes sociais é a febre deste verão.
– A gente sai para dar uma volta e já procura as melhores paisagens e os melhores ângulos para registrar tudo e colocar no Face – contou Vanessa. Ela e Heniria visitam pela primeira vez a ilha do Norte de SC.
Velocidade
Na praia de Enseada, uma das mais movimentadas, banhistas e visitantes reclamam que, às vezes, o Wi-Fi não funciona. Mais ou menos como acontece no Ervino. Quando há muitos acessos, a internet fica lenta. A empresária joinvilense Adriane Fontan, 32, acredita que a velocidade poderia ser maior.
– Como não há internet no Ervino, a praia acaba sendo meu escritório. Preciso sempre checar meu e-mails – contou ela, que aproveita para registrar fotos dos afilhados e da prima, Cláudia Fontan Krelling, 30.
Outras praias tentam aderir ao programa

Segundo a Prefeitura de São Chico, a velocidade de um mega é para evitar que a internet móvel e gratuita seja usada para outros fins e para evitar que a rede fique sobrecarregada. Não há registros de falhas na rede. Até sexta-feira, já haviam sido contabilizados mais de 89 mil celulares conectados nas areias de São Chico. Para o ano que vem, disse o secretário de Comunicação, Luís Fernando Battisti, serão instalados mais pontos de internet pelas praias.
As demais praias da região Norte continuam desconectadas. Mas Barra Velha e Itapoá tentam, junto ao governo federal, aderir ao programa Cidade Digital – que instala internet em áreas públicas da cidade. Se tudo der certo, no ano que vem, é possível que haja Wi-Fi na areia também. Balneário Barra do Sul ainda não tem previsão.
Fonte: Rede Cidade Digital

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leandro Soares fala sobre o Conselho Municipal de Saúde de Ponta Grossa

Entrevista Portal aRede, Leandro Soares O Presidente do Conselho Municipal de Saúde de Ponta Grossa, Leandro Soares, fala ao Port...

MAIS VISUALIZADAS DA SEMANA