Feira Verde acrescenta ovos em operações de troca

Foto: Divulgação
A partir ontem sexta-feira (14), o programa Feira Verde passa a contar com a inclusão de ovos entre os alimentos distribuídos nas operações de troca. A inovação foi muito comemorada pelo prefeito Marcelo Rangel, que oficializou a primeira entrega do produto, no Parque Tarobá, diante do deputado Federal Sandro Alex, dos secretários municipais de Abastecimento, Sergio Zadorosny Filho, de Agricultura, Gustavo Ribas Netto, de Meio Ambiente, Ivan Loureiro, e de Educação, Esméria Savelli, e dos vereadores Daniel Milla, George, Taíco Nunes e Pastor Ezequiel. “É mais um compromisso que assumimos com responsabilidade, foi difícil, não é fácil realmente, mas hoje nós conseguimos, através do empenho da Secretaria de Abastecimento, proporcionar os ovos e o leite e, em mais alguns dias, o mel também será incluído no programa”, comemora Rangel.
Foto: Divulgação
O prefeito afirmou que grande parte dos alimentos que as pessoas estão consumindo por meio do Feira Verde são produzidos cinturão verde do município pelos pequenos produtores rurais que, igualmente à população, precisam do programa para continuar se mantendo no campo com uma qualidade de vida cada vez melhor. “É um grande programa social, que beneficia as pessoas que estão trocando o que seria descartado por alimentação, beneficia os servidores públicos municipais que trabalham com amor, beneficia o produtor rural, contribui com a renda dos catadores de materiais recicláveis e beneficia a cidade, que está cada vez mais limpa e com a população cada vez mais consciente dos seus deveres ambientais. É um ciclo maravilhoso para nossa cidade”, conclui o prefeito.
Foto: Divulgação
O deputado Sandro Alex destacou a meta de governo atingida e lembrou que nunca a agricultura familiar foi tão valorizada. “Temos muitos motivos para comemorar. Eram cem pontos de troca e o programa foi ampliado em 30%, passando a atender em 130 pontos da cidade, levando mais alimento e de qualidade, temos a ampliação no atendimento da agricultura familiar em três vezes, eram R$ 300 mil reais e agora é R$ 1 milhão de reais investido na agricultura familiar”,
Segundo Zadorosny, a inclusão de leite, ovos e, em poucos dias, mel faz parte das estratégias do governo municipal para incrementar as ações ligadas ao setor de Segurança Alimentar de Ponta Grossa. “Na prática, isso significa o fortalecimento do programa Feira Verde, que atua decisivamente no combate à fome e a desnutrição e proporciona mais saúde preventiva para a população. O Feira Verde tem grande participação popular, é um exemplo de política pública municipal muito eficaz na redução do grau de insegurança alimentar da população de menor poder aquisitivo”, salienta o secretário.
Foto: Divulgação
Durante o evento, também aconteceu o plantio de mudas de Acácia Imperial e Pata de Vaca no ponto de troca do Tarobá. A arborização dos pontos de troca do Feira Verde é parte do programa “Ponta Grossa Mais Verde”, que pretende em poucos anos proporcionar sombra para as pessoas que fazem a troca. Também foi lançado, nesta sexta-feira, como parte do “Ponta Grossa Mais Verde”, as aulas de educação ambiental e aproveitamento integral dos alimentos trocados pelo Feira Verde para as famílias e escolas da comunidade onde há pontos de troca. “A iniciativa faz parte de uma cooperação técnica entre as secretarias de Meio Ambiente, Educação e Abastecimento em prol da conscientização ambiental da população e evitando o desperdício de alimentos”, explica Loureiro.

Fonte: Assessoria de comunicação da SMAB