23 de março de 2014

Trânsito a Bordo forma o motorista de amanhã

Foto: Divulgação
   O projeto “Trânsito a Bordo”, desenvolvido pela Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte (AMTT), vem acompanhando a saída das escolas e orientando as crianças para um trânsito seguro. O projeto consiste no acompanhamento de um agente de trânsito durante um percurso de uma van escolar juntamente com as crianças embarcadas, a partir de uma escola. No ano passado, o Trânsito a Bordo recebeu o prêmio Gestor Público Paraná 2013. Concedido pelo Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita do Estado do Paraná (Sindafep), o projeto foi considerado uma dos melhores práticas de gestão em todo o Paraná.
   No trajeto, o agente vai conversando com os alunos, explicando e exemplificando pontualmente, na medida em que vêem uma infração, sobre leis e segurança no trânsito, comportamentos e cidadania. Quando a criança chega ao seu destino de chegada, o agente também conversa com os pais. “Todo o trabalho que estamos fazendo hoje é uma sementinha para o futuro. Daqui a dez, doze anos, estas crianças serão os motoristas da nossa cidade e serão mais conscientes e responsáveis”, diz a coordenadora do “Trânsito a Bordo”, Sílvia Borges.
Foto: Divulgação
         O projeto vem sendo desenvolvido desde setembro do ano passado e as crianças, além de receberem bem as informações, repassam todo o conhecimento em casa. “Ás vezes meu pai se esquece de ligar a seta do carro quando vai virar, daí eu lembro ele”, conta Dorival Domingos Valentin, de 9 anos, que acompanhou, pela segunda vez, o projeto no caminho entre a escola e a sua casa. O pai, Alisson Valentim, confirma a cobrança do filho. “Ele acaba apelando pelo lado emocional da gente”, diz.
         A empresária Cleuza de Fátima Coelho, que faz o transporte de crianças há 18 anos, também confirma o interesse das crianças no projeto. Esta é a segunda vez que o projeto acompanha uma de suas vans. “Antes eu tinha que pedir muitas vezes para eles colocarem o cinto de segurança, agora não preciso mais pedir isso. Eles sabem da importância do item e a primeira coisa que fazem ao sentarem no carro é afivelar o cinto”, conta a empresária.
         O “Trânsito a Bordo” atende a uma faixa etária de 6 a 10 anos de idade. Antes de cada percurso, todas as crianças recebem material lúdico sobre trânsito e cidadania e recebem as primeiras orientações. O projeto, destacado em todo o Paraná, faz parte das medidas que vêm sendo adotadas pela AMTT desde o ano passado: ações simples, sem custos relevantes e de grande abrangência. “Mostramos que é possível desenvolver bons programas com baixo custo, usando a criatividade e a boa vontade”, diz o presidente da AMTT, Eduardo Kalinoski.

Fonte: Assessoria de comunicação da prefeitura de Ponta Grossa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leandro Soares fala sobre o Conselho Municipal de Saúde de Ponta Grossa

Entrevista Portal aRede, Leandro Soares O Presidente do Conselho Municipal de Saúde de Ponta Grossa, Leandro Soares, fala ao Port...

MAIS VISUALIZADAS DA SEMANA