15 de abril de 2014

Infância Mundo Melhor publica livro com projetos

Foto: Divulgação
O Instituto Mundo Melhor lançou do livro ‘Educação para a paz como caminho da infância’ que reúne os casos de sucesso do projeto Infância Mundo Melhor durante o ano de 2013. A obra traz o relato das iniciativas desenvolvidas em mais de 40 instituições de ensino de Carambeí, Castro, Fernandes Pinheiro, Ipiranga, Irati, Palmeira e Ponta Grossa.
Os conteúdos de educação para a paz são ministrados em parceria com o Núcleo de Estudos e Formação de Professores em Educação para a Paz e Convivências da Universidade Estadual de Ponta Grossa (NEP/UEPG). “O limite da violência traz alternativas. Olhar para o princípio da cultura de paz nos coloca como protagonistas em processos de não violência. É utopia pensar políticas públicas de enfrentamento da violência e segurança com foco apenas na repressão, pois existe também uma dimensão educacional”, comenta o coordenador do NEP/UEPG, Nei Alberto Salles Filho. Ele frisa que a educação para a não violência se dá nas escolas. “O NEP trabalha com a formação de profissionais da educação em metodologias e estratégias de prevenção da violência, mediação dos conflitos escolares dos alunos e educação em valores humanos. O IMM nos deu a oportunidade de atuar ainda mais realidade”, sublinha.
A publicação foi apresentada a Flávio Guimarães Kalinowski, reitor em exercício da UEPG durante a cerimônia de posse da diretoria do IMM para o biênio 2014-2015. O Infância Mundo Melhor atuou em 13 municípios paranaenses durante o ano de 2013 oferecendo conteúdos on-line e encontros presenciais.
Capacitação de jovens
Em 2013, o IMM atendeu 1.540 jovens com capacitação para inserção no mercado de trabalho. Os números foram apresentados pelo presidente José Eli Salamacha (biênio 2012/2013) no relatório de atividades da instituição. Entre os projetos desenvolvidos estão Jovem Mundo Melhor, Reservista Legal, Aprendiz Legal, ACIPG Estágios, Expresso Mundo Melhor e Salas Virtuais Mundo Melhor. São atendidos jovens entre 16 a 20 anos de idade. Os treinamentos e capacitações foram realizados através de Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), além de encontros presenciais com periodicidade mensal abordando diversas áreas do conhecimento humano. O AVA oferece mais de 90 opções de cursos de Informática, línguas, administração, empreendedorismo, saúde, educação e governança. A capacitação é oferecida através do trabalho em parceria com a Woli Consultoria, Faculdade União, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Programa do Voluntariado Paranaense (Provopar), 3° Regimento de Carros de Combate (3º RCC), Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG), OSCIP Gerar e Fundação Roberto Marinho. Para 2014, a projeção de atendimento nessa faixa etária é de 2 mil jovens.

Fonte: IMM 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leandro Soares fala sobre o Conselho Municipal de Saúde de Ponta Grossa

Entrevista Portal aRede, Leandro Soares O Presidente do Conselho Municipal de Saúde de Ponta Grossa, Leandro Soares, fala ao Port...

MAIS VISUALIZADAS DA SEMANA