CESCAGE e o fim do litígio

Foto: Gestores CESCAGE
CESCAGE Centro de Ensino Superior dos Campos Gerais volta a partir do dia 5 de agosto para gestão dos sócios José Sebastião Fagundes Cunha e Julia Streski.
Os sócios colocaram fim ao litígio que durava quase cinco anos e o processo será extinto. 
A gestão dos cursos do CESCAGE será dividida entre os sócios na seguinte proporção: José Sebastião Fagundes Cunha fica com os cursos de direito, agronomia, medicina veterinária, enfermagem, fisioterapia e odontologia, assim como as unidades do Mitaí, fazenda escola e clinicas de odontologia e fisioterapia; Julia Streski administrará os cursos de arquitetura e urbanismo, engenharia civil, engenharia elétrica, produção publicitária, construção de edifícios, gestão ambiental, gestão de RH, radiologia, farmácia, nutrição e administração, assim como os demais cursos aprovados na instituição que ainda não foram implementados. A sócia ficará também com a gestão dos Campus de Olarias e Jardim Paraiso. 
Todos os cursos permanecem autorizados e reconhecidos pelo MEC.

Assessoria: José Fagundes e Julia Streski Gestores CESCAGE