25 de março de 2013

Ponta Grossa marca presença em lançamento de escritório da ONU no Paraná



Para fortalecer a futura implantação do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional de Ponta Grossa, autoridades locais marcaram presença na solenidade de lançamento da Unidade de Coordenação de Projetos da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), em Curitiba, no auditório da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (SEAB), ontem segunda-feira (25). O secretário Municipal de Abastecimento de Ponta Grossa, Sérgio Zadorosny Filho, representando o prefeito, Marcelo Rangel, e o secretário de Recursos Humanos, Endrigo Ribeiro, acompanharam a assinatura do acordo e estreitaram contato com o representante da FAO Brasil, Alan Bojanic.
Esse será o primeiro escritório descentralizado da FAO no Brasil. A Organização trabalha no combate à fome e à pobreza, promove o desenvolvimento agrícola, a melhoria da nutrição, a busca da segurança alimentar e o acesso de todas as pessoas aos alimentos necessários para uma vida saudável. “Experiências bem sucedidas e consolidadas no Brasil, e principalmente nos estados do Sul, serão cadastradas, sistematizadas e avaliadas por técnicos de todo planeta e depois levadas para diversas regiões do mundo que precisam de ajuda, como alguns países da África e o Haiti”, afirma Bojanic.
Dessa forma, a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura atua como um fórum neutro no qual todos os países, desenvolvidos e em desenvolvimento, se reúnem em igualdade para negociar acordos, debater políticas e impulsionar iniciativas estratégicas. Atualmente, a FAO conta com 191 países membros, além da Comunidade Européia, compreendendo em sua rede mundial cinco oficinas regionais e 78 escritórios nacionais. Com isso, a FAO lidera os esforços internacionais de erradicação da fome e da insegurança alimentar.
Segundo Zadorosny, esse é um passo importante para Ponta Grossa na busca de soluções para amenizar o sofrimento de milhares de famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade social. “Segurança alimentar deve ser a prioridade de qualquer governo e para atingir esse objetivo é necessária uma produção agrícola familiar melhor e mais sustentável além de políticas públicas comprometidas com o enfrentamento da fome. Nesse sentido, o escritório da FAO será um grande aliado, já que é um celeiro de conhecimentos e de boas práticas”, salienta Zadorosny.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leandro Soares fala sobre o Conselho Municipal de Saúde de Ponta Grossa

Entrevista Portal aRede, Leandro Soares O Presidente do Conselho Municipal de Saúde de Ponta Grossa, Leandro Soares, fala ao Port...

MAIS VISUALIZADAS DA SEMANA