Telêmaco Borba quer implantar Feira Verde


O Programa Feira Verde, da Prefeitura de Ponta Grossa, que distribui frutas, legumes e verduras e completam a alimentação de aproximadamente 10 mil famílias ponta-grossenses, em troca de materiais recicláveis, é referência para cidades paranaenses. Nesta terça-feira (26), o vereador e vice-presidente da Câmara de Telêmaco Borba, Maurício Diógenes de Castro (PP), e sua equipe estiveram na Câmara Municipal de Ponta Grossa em busca de detalhes do programa e, por intermédio do vereador Júlio Küller (PSD), se reuniram com o secretário Municipal de Abastecimento, Sérgio Zadorosny Filho, gestor do programa. “O Feira Verde é um programa completo, que atua em diversas frentes, beneficiando diretamente milhares de famílias com alimentos, limpando a cidade, contribuindo com o meio ambiente, ajudando no sustento de centenas de catadores através das Associações, melhorando a saúde da população, que passou a se alimentar melhor, e fomentando a agricultura familiar”, destaca Zadorosny. 
O programa Feira Verde prevê a troca de material reciclável por frutas, legumes e verduras, sendo que 2 quilos de lixo são trocados por 1 kg de alimento. Por dia, a média nas operações é de 10.000 quilos de alimentos distribuídos para 20.000 quilos de materiais recicláveis retirados do meio ambiente. “O Feira Verde tem forte participação popular, é um exemplo de política pública municipal muito eficaz na redução do grau de insegurança alimentar da população de menor poder aquisitivo”, salienta o secretário.
O secretário informou aos visitantes que, atualmente, Ponta Grossa possui 115 pontos de troca, localizados estrategicamente na zona urbana e rural de Ponta Grossa. Além disso, o programa funciona de segunda a sábado e cada ponto de troca é visitado duas vezes por mês. “Quando recebemos um volume grande de determinado alimento, aproveitamos para encorpar os itens de entrega do Feira Verde. Produtos como feijão, açúcar mascavo e batata doce fazem parte de distribuições sazonais, que ocorrem enquanto durar o estoque”, afirma Zadosrony.
O vereador Maurício Diógenes confirmou a intenção de implantar o programa Feira Verde em Telêmaco Borba. “Só ouvimos coisas boas a respeito do Feira Verde. A comunidade telemacoborbense ficou sabendo dos benefícios e está pedindo bastante. Nossa meta é levar o programa para lá”, revela o vereador.
BENEFÍCIOS
O programa Feira Verde garante uma alimentação saudável que oferece sais minerais, vitaminas e fibras, dando energia e aumentando a imunidade do organismo. Os alimentos ajudam as famílias a terem uma alimentação mais equilibrada, com mais qualidade, nutrição e com mais saúde. Com esse tipo de alimentação, a qualidade de vida melhora, a instalação de doenças virais é dificultada e até mesmo o desempenho profissional e estudantil é melhorado.
Meio ambiente
O Feira Verde também traz uma grande contribuição para o meio ambiente, reduzindo a presença de lixo nas ruas, fundos de vales, terrenos vazios e reduzindo a destinação de materiais recicláveis para o aterro sanitário municipal, contribuindo para que o aterro tenha uma vida mais longa de operação.
Social
Todo o material reciclável é doado para Associações de Catadores de Materiais Recicláveis, apoiadas pela Administração Municipal, e que tem ajudado diretamente em torno de 150 famílias de catadores.
Agricultura Familiar
Mais de 110 famílias de pequenos agricultores da região são cadastrados e fornecem alimentos para o programa. Em ato inédito, a Prefeitura de Ponta Grossa ampliou o incentivo aos agricultores familiares e elevou o limite de compras de R$ 4.500 para R$ 8.000 por ano, o que representa benefícios em dobro para os pequenos produtores.