Prefeitura firma parceria com a Sanepar



   O prefeito Marcelo Rangel firmou ontem quarta-feira (27) parceira com a Sanepar para implantação de uma Usina de Tratamento de Resíduos. A reunião contou com a participação dos secretários de Planejamento, João Ney Marçal; de Meio Ambiente, Fernando Pilatti e das secretarias de Governo, Indianara Milléo; de Educação, Esméria Saveli, dos vereadores Daniel Milla e Luiz Bertoldo e também do diretor de Meio Ambiente e Ação Social da Sanepar, Péricles Weber, que apresentou a proposta de criação de uma Usina de Geração de Energia, a partir, do tratamento de resíduos. A prefeitura conta com o apoio do Governo de Estado, através da Secretaria de Meio Ambiente e busca novas parcerias.
O secretário de Planejamento, João Ney Marçal Junior acredita que são necessárias ações conjuntas para tratar do problema dos resíduos. “Precisamos estabelecer uma integração de atividades para estimularmos a coleta seletiva”. Conforme Marçal a população de Ponta Grossa produz 250 toneladas de lixo por dia. Para o diretor de Meio Ambiente e Ação Social da Sanepar, Péricles Weber a problemática dos resíduos precisa ser resolvida de forma sustentável: “nós estamos desenvolvendo um plano de ação para equacionarmos a situação dos resíduos sólidos, seremos parceiros nesta questão, visando uma solução moderna voltada para a coleta seletiva”.
O prefeito Marcelo Rangel acredita que a integração entre as secretarias e a comunidade será fundamental para políticas de educação ambiental. “Nós vamos lançar campanhas para incentivar a coleta seletiva, e também precisamos do apoio principalmente dos colaboradores ambientais. Queremos tornar Ponta Grossa uma cidade moderna e ambientalmente correta em relação à forma de tratamento dos resíduos sólidos”, ressalta.
O formato do acordo entre município e Sanepar para a execução da usina que vai produzir energia a partir do lixo ainda está sendo deliberado. “Mas certamente vamos ouvir a comunidade a esse respeito, porque é um tema que interessa a todos”, anota o prefeito. Também participaram da reunião representantes da Cooperativa francesa Limagrain e da empresa Guerra e o coordenador de Resíduos da Secretaria do Estado de Meio Ambiente (SEMA).