PG terá recursos do Programa "Crack é possível vencer"


As áreas de segurança, saúde, educação e assistência social serão contempladas
Indianara Milléo e Gleisi Hoffmann
O secretário de Cidadania e Segurança Pública, Ary Lovato, assinou ontem sexta-feira (17), o termo de adesão ao Programa "Crack, é possível vencer". A assinatura aconteceu, durante o Encontro Estadual de Prefeitos, em Curitiba e contou com a presença de 322 prefeitos,12 ministros e mais de 3 mil pessoas. Com o programa, Ponta Grossa terá o investimento de R$ 6,3 milhões do governo federal, que serão investidos nas áreas de segurança, saúde, educação e assistência social. A meta é contribuir para o tratamento de dependentes químicos no estado. A liberação de recursos foi possível através de um projeto desenvolvido pela Secretaria de Cidadania e Segurança. Na área de segurança, a cidade ganhará 20 câmeras de segurança, duas viaturas, duas motos, um ônibus para monitoramento, 50 armas de condutividade elétrica e 100 sprays de pimenta.

O secretário de Cidadania e Segurança Pública, Ary Lovato, afirma que, nessa primeira etapa, serão repassadas 20 câmeras, instaladas na região de Uvaranas. A justificativa, segundo ele, é baseada no crescimento populacional do bairro, e construção de novas moradias e estabelecimentos comerciais instalados no bairro. “É um local bastante habitado, que abriga um campus universitário, bem como o Hospital Regional e um quartel do exército”, diz. Além disso, o secretário ressalta a necessidade da instalação de câmeras em Uvaranas por abrigar duas “cracolândias”, sendo que uma delas é fica na Vila Coronel Cláudio e a outra no Morro do Querosene, na Vila Vilela. “É o maior investimento feito em segurança pelo Governo Federal. As novas câmeras, por exemplo, vão nos ajudar a ampliar o trabalho de monitoramento e combate ao crack”.
Na Saúde, os recursos serão investidos no Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas do Tipo III. Já na Assistência Socia,l a verba vai para o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas). Parte do recurso ainda será aplicado em programas da Educação. Além de Ponta Grossa, assinaram a adesão Programa “Crack, é possível vencer” as cidades de Curitiba, Foz do Iguaçu, Maringá, Cascavel, São José dos Pinhais, Londrina. O programa foi lançado em dezembro do ano passado, pela presidente da República, Dilma Rousseff, e pretende aumentar a oferta de tratamento de saúde e atenção aos usuários, enfrentar o tráfico de drogas e as organizações criminosas e ampliar atividades de prevenção por meio da educação, informação e capacitação. Para alcançar esses objetivos, o Plano prevê atuação articulada entre os governos federal, estadual e municipal, além da participação da sociedade civil e do monitoramento intensivo das ações. O recurso destinado a todo Estado do Paraná é de R$ 102,2 milhões até 2014.
Secretária de Governo representa Rangel no Encontro Estadual de Prefeitos
A secretária de Governo, Indianara Milléo, representou o prefeito Marcelo Rangel que seguiu viagem à Europa com o governador, Beto Richa, com o objetivo de buscar indústrias para o Paraná e os Campos Gerais. O Encontro Estadual com Novos Prefeitos e Prefeitas do Paraná recebeu mais de três mil pessoas, entre eles 322 prefeitos e representantes de todos os 399 municípios e 12 Ministros.
Segundo a secretária de Governo, o encontro serviu para esclarecer sobre os programas federais que são disponíveis aos municípios. “ Hoje tiver a oportunidade de compreender como funcionam os programas federais e quais as formas viáveis para que Ponta Grossa tenha mais recursos, neste sentido, o encontro foi extremante proveitoso”, diz Indianara.
Fonte: Assessoria de Imprensa Prefeitura de Ponta Grossa