Feira Verde retoma programação com novidades

Foto: Divulgação
O programa da Prefeitura de Ponta Grossa que troca materiais recicláveis por alimentos, o Feira Verde, retoma a programação com novidades em 2014. A partir desta terça-feira (28), todos os 128 pontos de troca começarão a receber as equipes do programa e a inovação fica por conta do Distrito de Itaiacoca, que comprovou a viabilidade de manter mais três novos pontos de troca: em Barra Preta, Caçador e Conceição. Por solicitação da comunidade e do vereador Mauricio Silva, as localidades participaram do programa de maneira experimental em dezembro de 2013 e agora foram incluídas definitivamente no calendário.
Atualmente o Distrito já recebe programa nas localidades Antunes, Pocinho, Biscaia, Lagoa dos Pintos, Passo do Pupo, Mato Queimado, Roça Velha e Cerrado Grande. De acordo com o secretário de Abastecimento do Município, Sérgio Zadorosny Filho (PSB), o funcionamento do programa em Itaiacoca é diferenciado, realizando as operações uma vez ao mês, diferentemente dos demais pontos de troca que são visitados a cada 15 dias. “Não haverá impacto no volume de trocas, esta foi a maneira que encontramos de facilitar o acesso dos moradores do Distrito ao programa, visto que é zona rural com as moradias distantes umas das outras”, afirma Zadorosny.
Além disso, para tornar mais eficiente a logística do Feira Verde, alguns pontos mudaram de endereço para agregar duas vilas ao mesmo tempo. É o caso do Jardim Los Angeles, onde o programa passa a funcionar na rua Salvador Bueno Cristo esquina com Pedro Mezzomo e, dessa forma vai atender simultaneamente os moradores da Jardim Califórnia. À pedido da Companhia Pontagrossense de Habitação (Prolar), os Residenciais Atenas e Itapoá serão atendidos na rua Maria de Lurdes Ferreira, facilitando o acesso dos moradores de ambas vilas. “Fizemos alterações logísticas para facilitar o acesso da população, dessa forma o Feira Verde fica mais abrangente e eficiente”, ressalta Zadorosny.
Segundo José Valdinei Alves Cordeiro (Valdo), diretor do programa, a expectativa é de recorde mensal no volume de materiais recicláveis coletados e alimentos distribuídos. “Estamos preparados para trabalhar com grandes volumes devido ao acúmulo de materiais em razão do recesso de final de ano, outro fator determinante para o aumento é o acesso que mais pessoas terão ao programa por causa das alterações logísticas”, revela Valdo. O diretor também destaca a importância da conscientização da população sobre a separação dos materiais que serão trocados. “É de extrema relevância que as pessoas não coloquem pedras, nem areia, muito menos lixo orgânico e papel molhado entre os materiais recicláveis. Isso prejudica muito a viabilidade dos programas já que as cooperativas não recebem esse tipo de material, o que acaba inviabilizando o Feira Verde e prejudicando toda a comunidade que precisa do programa para se alimentar melhor”, salienta Valdo. Ele explica que para diminuir a incidência desses produtos as equipes do programa não receberão mais as Bags (sacolas grandes e foscas) nos pontos de troca. “As bags dificultam a identificação dos materiais entregues, facilitando as fraudes”, completa.
O novo calendário do programa já está à disposição para consulta no site www.pontagrossa.pr.gov.br/smab.  

Fonte: Assessoria de comunicação SMAB