Assinatura de Decreto repercute em reunião do Coresan

Foto: Divulgação
Aconteceu, ontem quarta-feira (12), na sede do escritório Regional da Secretaria Estado do Trabalho, Emprego e Economia Solidária, a reunião mensal do Coresan (Conselho regional de Segurança Alimentar e Nutricional) para discutir os avanços alcançados pelo município de Ponta Grossa no setor de Segurança Alimentar e Nutricional. A reunião foi presidida pelo chefe do escritório regional, Marcos Marcondes, e contou com a presença do secretário Municipal de Abastecimento, Sérgio Zadorosny Filho, do diretor de Abastecimento Robson Lendzion, da responsável pela segurança alimentar do escritório Regional, Mabel Canto, pela coordenadora da Coresan regional em Ponta Grossa, Maria Isabel Correa, e pelo encarregado de projetos da Secretaria de Abastecimento, Carlos Adriano Caju.
Marcondes enalteceu a assinatura do Decreto 8.395, que regulamenta a Lei Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, na última sexta-feira (7). Marcondes destacou que Ponta Grossa é o 1o município dos Campos gerais e o terceiro no Paraná a aderir ao Sistema Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional de Ponta Grossa (Simsan/PG) e que esse é um grande avanço. “Este gesto do prefeito Marcelo Rangel representa um grande passo na construção conjunta dessa importante política pública. Nós da Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Economia Solidária, gestora da segurança alimentar no Paraná, apoiamos e estamos de portas abertas a todos os municípios dos Campos Gerais para que haja sintonia e o pleno desenvolvimento das suas potencialidades no que diz respeito à segurança alimentar e nutricional”, afirma Marcondes.
Zadorosny lembra que o direito a alimentação adequada é dever constitucional do gestor público. “Nós, do governo municipal, fazemos a nossa parte de maneira integrada entre todas as Secretarias Municipais e com responsabilidade em respeito à população de todas as idades. Estamos em busca de popularizar e sensibilizar diferentes segmentos da sociedade civil e das instituições de governo, fomentando discussões e estratégias de políticas públicas comprometidas com o enfrentamento da insegurança alimentar e nutricional em Ponta Grossa”, salienta o secretário. Segundo Zadorosny, existe uma mobilização por parte do governo municipal e da sociedade civil organizada em torno das questões relacionadas à segurança alimentar e nutricional. “Está é uma discussão intersetorial para que a alimentação segura, adequada e saudável esteja efetivamente ao alcance de todos”, destaca Zadorosny.
            Maria Isabel Corrêa falou sobre a importância da adesão e ressaltou que para Ponta Grossa é fundamental a integração e a intersetorialidade entre as secretarias, bem como em nível estadual e federal. “Como Coresan, aplaudimos a iniciativa do município e no colocamos a disposição para auxiliar”, diz Maria Isabel.

Fonte: Assessoria de comunicação da SMAB